Vídeos

Loading...

sábado, 10 de novembro de 2012

XAXADO, MEU BEM, XAXADO: O CENTENÁRIO DE LUIZ GONZAGA



A FUNDAÇÃO CULTURAL CABRAS DE LAMPIÃO – PONTO DE CULTURA E PONTO DE MEMÓRIA, filiado a ARTEPE,  está de malas prontas para percorrer vinte cidades do Nordeste ministrando oficinas de xaxado, palestras com Anildomá Willans de Souza e apresentações do GRUPO DE XAXADO CABRAS DE LAMPIÃO com o Projeto XAXADO, MEU BEM, XAXADO – O CENTENÁRIO DE LUIZ GONZAGA, patrocinado pelo Funcultura / Fundarpe / Secretaria de Cultura / Governo de Pernambuco / Funarte / Ministério da Cultura / Governo Federal. A jornada começa no dia 23 de novembro e irá até o final do ano prestando homenagem ao Rei do Baião, que este ano comemora cem anos de nascimento. “Muito nos honra essa empreitada, sobretudo porque Luiz Gonzaga canta em seu repertório as músicas do cangaço e foi quem melhor manteve viva a dança do XAXADO, nos permitindo reproduzir no palco com originalidade e autenticidade”, comemora a diretora e coreógrafa do Grupo de Xaxado Cabras de Lampião, Cleonice Maria. Segue abaixo as cidades que receberão o Projeto XAXADO, MEU BEM, XAXADO: O CENTENÁRIO DE LUIZ GONZAGA:
Águas Belas (Pernambuco);
Olinda, (Pernambuco);
Recife, (Pernambuco);
Delmiro Gouveia (Alagoas);
Água Branca (Alagoas);
Paulo Afonso (Bahia);
Nazaré Da Mata,  (Pernambuco);
Aliança, (Pernambuco);
Exu (Pernambuco);
Serrita (Pernambuco);
Barbalha (Ceará);
Juazeiro Do Norte (Ceara);
Crato (Ceará);
Cajazeiras (Paraiba);
Parnamirim (Pernambuco);
Salgueiro, (Pernambuco);
Limoeiro, (Pernambuco);
Orobó, (Pernambuco);
Caruaru, (Pernambuco).




MEMÓRIA MUSICAL DO CANGAÇO - O CD DOS CANGACEIROS




Já está disponível ao público o CD Memória Musical do Cangaço –  composto por músicas  do Ciclo do Cangaço e do folclore nordestino, porém, conforme a tradição indica, a maioria delas são de autoria de Lampião, Zabelê, Gitirana, Cajarana e outros vates das trincheiras do cangaço, cujos nomes se perderam nos carrascais empoeirados do sertão brabo, entre o facheiro, o mandacaru e a unha de gato, mas suas obras nos chegam verdejantes, entoando a identidade cultural do homem nordestino.
Aos artistas de Serra Talhada, conterrâneos de Lampião, couberam a missão de eternizá-las: RUI GRUDE  e convidados – ASSISÃO, KELL MAGALHÃES, CARLINHOS PAJEÚ  e RAI. Nada mais original e autêntico!
A pesquisa histórica  de Anildomá  Willans de Souza e Cleonice Maria resultou neste trabalho  apresentado pelo produtor cultural KARL MARX, patrocinado pelo FUNCULTURA / FUNDARPE / SECRETARIA DE CULTURA / GOVERNO DE PERNAMBUCO.
Passa no MUSEU DO CANGAÇO e adquira o seu. Ou pelo e-mail cabrasdelampiao@gmail.com