Vídeos

Loading...

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Ministério da Cultura leva oficinas do edital Cultura 2014 por todo o Nordeste

O Edital Cultura 2014 do Ministério da Cultura, tem como objetivo fomentar a programação cultural durante a Copa do Mundo 2014 nas 12 cidades-sede da competição. As inscrições acontecem de 09/08 a 23/09/2013 e para tal, a Representação Regional do MinC estará realizando em parceria com a Fundarpe/Secretaria de Cultura de Pernambuco, oficinas de orientação em alguns municípios do Estado, com lançamento em Olinda/PE no dia 30/08/2013 no Teatro Beberibe/Centro de Convenções. O calendário das oficinas e municípios, com locais a serem definidos pelo MinC, em Serra Talhada a Oficina se dará dia 04 de setembro no Museu do Cangaço na Vila Ferroviária S/N às 9h da manhã; demais cidades atendidas pelo Minc:
 
·         Palmares - 02/09/2013
·         Goiana - 03/09/2013
·         Serra Talhada - 04/09/2013
·         Salgueiro - 05/09/2013
·         Caruaru - 06/09/2013
·         Petrolina - 09/09/2013
 
PS: Segue link com matéria sobre o Lançamento do Edital no dia 30/08/2013: culturadigital.br/mincnordeste/2013/08/23/edital-cultura-2014-sera-lancado-no-recife-em-30-de-agosto/
 
 

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

UMA MULHER COM ALMA DE ARTISTA E CANGACEIRA

A primeira “Maria Bonita” da nova versão deste blog é Cleonice Maria Souza. Uma sertaneja de Serra Talhada, Pernambuco,  nascida no Alto do Umbu no dia 12 de março. Desde pequena prestava atenção aos irmãos que dançavam em casa o Xaxado repassado pelas gerações da família. Ao mesmo tempo ouvia as histórias do Cangaço, Lampião, Maria Bonita, Corisco, volantes e tudo mais. Um dia, a menina Cleonice surpreendeu a todos saindo dançando Xaxado com desenvoltura de adulto, gingado próprio e ainda fez variações.
Na adolescência participou de peças de teatro da Igreja Católica, fez teatro de rua, atuou em espetáculos convencionais, militou no MST, mas o Xaxado era sua paixão maior. Conversou com ex-cangaceiros sobre a dança e rastreou o chiado das chinelas pelo chão batido por onde os cangaceiros xaxaram. Criou passos, deu nomes a eles, pesquisou a música, a poesia, as letras etc. E veio a grande decisão: criar uma escola de Xaxado em Serra Talhada. Reuniu moças e rapazes, pacientemente ensinou passo a passo da dança e percebeu o entusiasmo da turma. Pouco depois, estava criado o Grupo de Xaxado Cabras de Lampião estreando no dia 25 de março de 1995. Sucesso total. Ela mesma fazia o papel de Maria Bonita durante cinco anos.
Cleonice é simpática, de riso fácil, tipo caboclo, mignon, com traços indígenas, pele mais queimada que bronzeada pelo sol do Sertão. Bonita e inteligente. A dança dos cangaceiros mudou sua vida completamente: fundou ainda a Escola de Xaxado Virgolino Ferreira, que cresceu e tornou-se o Projeto Ponto de Cultura Cabras de Lampião. E vieram os convites para apresentações em outras cidades, outros Estados e até em festivais de dança no exterior. Sempre com aplausos. A sincronia e variedade dos passos impressionam. As roupas são cópias do bando de Lampião.
Casada, dois filhos, administra ao lado do marido Anildomá Willians de Souza (seu grande incentivador) e do filho Karl Marx, o Museu do Cangaço, o Sítio Passagem das Pedras, onde nasceu O Lampião, na zona rural. O Primeiro filho Karl Marx (com ela e o pai na Foto 1) faz parte do grupo de Xaxado. O casal trabalha na elaboração e execução de festivais de música do Cangaço, Encontro Nordestino do Xaxado, Tributo a Virgolino e por último, a Celebração do Cangaço – O Massacre de Angico, espetáculo ao ar livre que estreou no ano passado.
Cleonice é um exemplo de mulher dinâmica à frente do comando de tudo e, surpreende pela aparência frágil. E ainda cuida  das tarefas domésticas.
Ela mesma se define forte como uma baraúna (árvore da caatinga) e confessa ter se espelhado em Maria Bonita, de Lampião que soube encarar a vida diante das dificuldades enfrentando os desafios e caminhos tortuosos da vida. “Sou feliz porque faço o que gosto”, confessa.
O trabalho de Cleonice além de pioneiro deixou ramificações. Hoje existem várias escolas e grupos de Xaxado na região nordestina.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

O POLO CULTURAL DA FESTA DE SETEMBRO SERÁ PALCO CULTURA VIVA


Nessa nova gestão do poder publico municipal onde os eventos têm sido pautados pela valorização das genuínas manifestações culturais, o polo da Praça Sergio Magalhães durante a festa da padroeira que vem se consolidando como polo cultural passa a ser o 'palco cultura viva' mostrando assim o que há de mais autentico na cultura regional e brasileira, através de grupos de folguedos, danças populares, Bandas e artistas que presam pela poesia em suas canções, poetas e violeiros, teatro de bonecos , teatro de rua e tantas outras significativas manifestações orais de nosso povo.
 Passará pelo palco A Companhia de Danças Populares Txai (leia-se tchai), fundada em 11 de Setembro de 1999; com 29 integrantes, entre músicos e bailarinos, foi criada com o objetivo de  pesquisar e desenvolver os diversos aspectos da cultura popular brasileira. Acreditando na pesquisa de área como fonte histórica de informações, tem ainda, como veia, tudo o que se diz respeito ao folclore nacional e internacional.
Dia 5 será a vez de Roberta Aureliano e a Banda Fulô de Maracujá que surgiu em 2010 com a proposta de levar ao público o autêntico forró pé de serra, resgatando os grandes clássicos e buscando nova sonoridade nos ritmos que fazem parte do forró, a principal inovação é que trocou a sanfona pelo violino e Balé Popular do Recife que surgiu em 1977, com o nome de “Grupo circense de dança popular", como resultado de uma iniciativa empreendida pelo então secretário municipal de Educação e Cultura do Recife, Ariano Suassuna, e o artista e encenador André Luiz Madureira. Eles realizaram um intenso trabalho de pesquisa com grupos de bumba-meu-boi, caboclinho, maracatu, pastoril e outros folguedos populares, e criaram o espetáculo Brincadeiras de um Circo em Decadência. Inspirados nos folguedos populares, o hoje, Balé Popular do Recife une música, teatro e dança de forma belíssima em espetáculos que encantam a todos.
 Se apresenta também Companhia de Danças Filhos do Sol; a Cia de Dança do Sesc Petrolina, com dezoito anos de existência, firma-se como uma referência no Vale do São Francisco, sendo o único grupo no interior do estado, a desenvolver um trabalho sistemático na linguagem de dança contemporânea. Com o espetáculo “Fuá na Casa de Zé Mané”. confira a programação completa do Palco Cultura viva e Espaço Quintal do Museu:
Palco Cultural Praça Sérgio Magalhães
Sempre a partir das 21 horas
Dia 29 (quinta-feira).
Anjos de Resgate.
Dia 30 (sexta-feira).
D’Gritos e convidados.
Banda Kaera.
Dia 31 (sábado).
Txai e Cia. de Dança Espetáculo Vida de Negro (CE)
Banda Seu José e a Cabroeira
Dia 1 (domingo).
Txai e Cia. de Dança Espetáculo Alma Nordestina
Assisão
Dia 2 (segunda-feira).
Cangaceiros de Solidão
Cia. Máscara de Teatro de Bonecos Espetáculo Fabulário
Eronildes do Acordeon e Forrozão Pé de Serra (PE)
Dia 3 (terça-feira).
Maracatu Nação Império
Cia. Máscara de Teatro de Bonecos Espetáculo Mamulengada
Adênio Mourato e seu Forró Pé de Serra 
Dia 4 (quarta-feira).
Mostra de resultados Movimento Cultura Viva (ciranda, caboclinho, roda de coco, xaxado, reizado e percussão)
Henrique Brandão Show Xaxado e Poesia
Naldinho Carvalho e  Fição de Fogo
Dia 5 (quinta-feira).
Grupo de Xaxado Cabras de Lampião (PE)
Balé Popular do Recife (PE)
Roberta Aureliano e Fulô de Maracujá (AL)
Dia 6 (sexta-feira).
Cia. de Dança Filhos do Sol
Balé Cultural de Afogados da Ingazeira
Cia. de dança SESC Petrolina Espetáculo Fuá na casa de Zé Mané
Banda Vozes do Campo
Dia 7 (sábado).
12h - Tarde de Swingueira, com, Alto Swing e Wesley Descarado (PE)
Orquestra Sanfônica de Carnaíba
Cia. de dança SESC Petrolina Espetáculo Eu vim da Ilha
Banda Agrava de Instrumento, com repertório dos anos sessenta e setenta.
Dia 8 (domingo).
Pe. Luizinho


*=> Dia 03. – Mostra de Cinema Curta Metragem na Sala de multimídia do Museu do Cangaço.
9:30 – Açaí com Jabá
15:30 – BMW Vermelho
Dia 04. – Mostra de Cinema Curta Metragem na Sala de multimídia do Museu do Cangaço.
9:30 – Dov’e Meneghetti
15:30 – No Princípio era o Verbo
Dia 05. – Mostra de Cinema Curta Metragem na Sala de multimídia do Museu do Cangaço.
9:30 – O Oitavo Selo
15:30 – P R Kadeia
Ainda nos dias 3, 4 e 5 tem teatro no palco externo do Museu do Cangaço com a Cia. Boi de Loucos
10:00 – O Rapto do Presente
16:00 – Um Boi Muito Louco.

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Riqueza cultural do estado será reverenciada durante a VI Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco

Em Pernambuco, as comemorações do Dia do Patrimônio Cultural, celebrado oficialmente em 17 de agosto, acontecerão entre os dias dias 12 e 18 de agosto, durante a VI Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco. Uma extensa agenda de atividades está organizada com uma programação repleta de exposições, mesas redondas, seminários, encontros, música e dança, visitações a museus e prédios históricos.
O evento é promovido pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) com o apoio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a Prefeitura do Recife e a Pós-graduação em Antropologia da Universidade Federal. Uma das atrações será o Seminário Patrimônio Cultural e Po-
líticas Públicas: (des)envolvimento e desafios.
A iniciativa, que reúne especialistas de todo o País, tem como objetivo promover a reflexão sobre as políticas de preservação cultural do Estado. Entre os temas debatidos estão as políticas públicas e o acesso às fontes de cultura; novas tecnologias e gestão; atividades de educação patrimonial; novas urbes; paisagem cultural e patrimônios étnicos em Pernambuco.

Conferência Estadual de Cultura acontece em setembro e Serra Talhada terá representantes

Entre os dias 25 e 27 de setembro, Pernambuco realiza sua Conferência Estadual de Cultura. A cidade sede ainda não está confirmada, mas é provável que aconteça no Recife ou em alguma outra da Região Metropolitana. O encontro reunirá delegados eleitos nas Conferências Municipais de Cultura e representantes natos, como o secretário de Cultura, Fernando Duarte. Durante o encontro, serão eleitos os representantes de Pernambuco na III Conferência Nacional de Cultura, marcada para acontecer entre 26 e 29 de novembro.
Com o tema "Uma política de estado para a cultura: um desafio para o Sistema Estadual de Cultura", a conferência pernambucana vai reunir representantes do estado inteiro para traçar metas e objetivos da gestão cultural no estado e nas cidades. Até agora, 533 delegados já foram eleitos nas conferências municipais, número suficiente para garantir que Pernambuco tenha uma grande comitiva representativa na conferência nacional. 
O encontro será organizado em quatro eixos: implementação do Sistema Estadual de Cultura; produção simbólica e diversidade cultural; cultura e cidadania e cultura e desenvolvimento. Mais informações em breve.
*
Fonte: Site da Fundarpe

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

VI Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco une especialistas e gestores para discutir o tema

De 12 a 18 de agosto acontecerá a VI Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco, com o tema “Patrimônio cultural e políticas públicas: (des) envolvimento e desafios”. A ação promovida pela Diretoria de Preservação Cultural da Fundarpe, em parceria com o Iphan, a Prefeitura do Recife e a Pós-graduação em Antropologia da UFPE busca “difundir o diálogo sobre o patrimônio cultural pernambucano, integrando a sociedade no tema”, conta a coordenadora do evento, Renata Echeverria.
Dentro da semana, acontecerão atividades variadas (exposições, mesas redondas, seminários, encontros, ações educativas, celebrações), no Iphan, no Teatro Arraial e na UFPE. Além de visitações a museus e prédios históricos e ações educativas em duas escolas públicas. Também dentro da educação patrimonial, os alunos do Ginásio Pernambucano farão um passeio-aula no barco-escola da Prefeitura do Recife, ao longo do Rio Capibaribe.

Governo do Estado lança livro sobre experiência do Proupe em Serra Talhada

O Governo do Estado de Pernambuco, através da Secretaria de Ciência e Tecnologia, lança nesta terça-feira (13), às 19h30, o livro ProUpe – uma experiência pernambucana de sucesso. A apresentação do livro será feita na Autarquia Educacional, localizada à avenida Afonso Magalhães, s/n, Centro.
O Programa Universidade para Todos teve início em setembro de 2011, é resultado de um investimento anual de R$ 17 milhões e beneficia 20 mil estudantes de 13 autarquias (faculdade municipais) de todas as regiões do Estado.
O livro foi concebido como um balanço e uma prestação de contas à sociedade dos recursos investidos na ação. Mas também como um guia, que eventualmente pode ser usado por outras administrações (estaduais ou municipais) para a implementação de
iniciativas semelhantes.
A publicação mostra, entre outros fatores, um aumento de 21,6% no número de estudantes de licenciatura dos cursos de Física, Química e Matemática, além de uma queda da evasão escolar da ordem de 70% depois do início do pagamento das bolsas.

Museu do Cangaço oferece pacote de visita monitorada

O MUSEU DO CANGAÇO, de Serra Talhada, está pronto para receber a visita de sua turma. Você terá oportunidade de conhecer vários aspectos da vida de LAMPIÃO, através de fotos e objetos, documentos, armas e utensílios do cangaço, livros e cordéis, muita curiosidades sobre o cangaço e a história de Serra Talhada e do Sertão. 
Sendo em grupo poderão ainda:
A - Assistirem a um dos filmes / documentário sobre o cangaço.
B - Assistir a um espetáculo de danças populares.


Agende a visita de sua turma pessoalmente ou pelo telefone: 87.3831.3860 - MUSEU DO CANGAÇO
(Com GORETE, SANDRA e SIMONE).
As visitas serão no expediente da MANHÃ e TARDE.
O MUSEU DO CANGAÇO fica na Estação do Forró, antiga Estação Ferroviária, em Serra Talhada.

sábado, 10 de agosto de 2013

Cinema pernambucano nas telas

A produção audiovisual pernambucana, incentivada pelo Funcultura, está ganhando projeção nas salas de cinema do Brasil e do mundo, os longas-metragens“Doméstica” (Gabriel Mascaro) e “Na quadrada das águas perdidas” (Wagner Miranda e Marcos Carvalho) estrearam nas telas do Recife, de Brasília, do Rio de Janeiro e de São Paulo. A próxima estreia no circuito é “Boa sorte, meu amor” (Daniel Aragão), no dia 23 de agosto, no Cinema da Fundação
A trajetória de sucesso em festivais continua. Os longas pernambucanos “Doméstica” e “Boa Sorte, meu amor” foram premiados no Hollywood Brazilian Film Festival, encerrado no último dia 04, em Los Angeles (EUA). “Doméstica” recebeu menção honrosa do júri e “Boa sorte, meu amor” foi premiado pela fotografia assinada por Pedro Sotero.  Já “Tatuagem”, longa de Hilton Lacerda, será exibido pela primeira vez, no dia 11 de agosto, durante o 41º Festival de Gramado do Cinema Brasileiro. O documentário “Rio Doce/CDU” (Adelina Pontual) participou do IX Festival de Cine Independiente de Mar del Plata (MARFICI 2013), na Argentina, depois de ser lançado com sucesso no Cine PE. Outra novidade é o Animacine – Festival de Animação do Agreste, que abriu inscrições e se prepara para movimentar as cidades de Caruaru, Gravatá e Bezerros em setembro. Viva longa ao cinema pernambucano.

*Com informações da Fundarpe por CarloSilva