Vídeos

Loading...

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

PERNAMBUCO REALIZA SUA III CONFERÊNCIA DE CULTURA DECIDINDO PRIORIDADES PARA UMA POLÍTICA PÚBLICA DE CULTURA.


Estiveram reunidos na cidade de Gravatá, entre os dias 25 a 27 de setembro de 2013, os 493 delegados das regiões e dos segmentos artístico-culturais do nosso estado discutindo as prioridades para a cultura. Já passava das 20h00 quando foi dada como encerrada a III Conferência Estadual de Cultura de Pernambuco, a qual foram escolhidas 16 propostas para o estado e 8, que serão levadas para a III Conferência Nacional de Cultura que vai acontecer em novembro próximo, na cidade de Brasília.
            Como era de se esperar a proposta mais debatida e votada, que estava contida no eixo um, foi à adesão imediata de Pernambuco ao Sistema Nacional de Cultura, que é de conhecimento geral que o nosso estado é o único que ainda não aderiu ao sistema. O fato se reveste de uma relevância muito grande porque Pernambuco vinha numa trajetória muito avançada e tudo ficou praticamente parado em virtude de alguns entraves burocráticos, dentre os quais o atual Conselho de Cultura que tem um arcabouço jurídico remanescente da “Ditadura Militar” que vem impedindo este tão importante instrumento que favorece a nossa cultura como um todo. Fora a isso, o estado de Pernambuco, através de sua diversidade cultural, vem tendo avanços significativos como, por exemplo, o FUNCULTURA – Fundo Pernambucano de Incentivo a Cultura, que tem aumentado e muito o valor que é investido nos segmentos culturais, fazendo com que os mais diversos grupos, companhias e produtores possam realizar seus projetos através de captação desses recursos via editais periódicos.
            Voltando a conferência, que este ano tem como mote “Uma Política de Estado para a Cultura: Desafios do Sistema Nacional” dividida em 4 eixos, com os subtítulos: eixo 1 – Implementação do Sistema Nacional de Cultura; eixo 2, Produção Simbólica e Diversidade Cultural; eixo 3, Cidadania e Direitos Culturais e o eixo 4, Cultura e Desenvolvimento. Cada eixo precedeu uma palestra, a qual merece nosso destaque a proferida por João Roberto Peixe, ou simplesmente “Peixe” que fez uma importante fala conclamando a todos nos da necessidade imediata de Pernambuco aderir ao Sistema Nacional de Cultura. Peixe destacou que “É urgente implementar uma nova política que priorize e fortaleça, de fato, o FNC  como principal mecanismo de financiamento público da cultura.
            Depois das discussões nos eixos temáticos destacamos as proposições mais importantes.
No eixo Implementação do Sistema Nacional de Cultura, a proposta mais debatida e que praticamente teve unanimidade foi a que diz respeito à adesão do estado ao SNC – Sistema Nacional de Cultura, que ficou desta forma:

 “Exigir a adesão imediata do estado de Pernambuco ao Sistema Nacional de Cultura, mediante a implantação dos elementos previstos na legislação nacional, garantindo a democratização do Conselho Estadual de Cultura, com a representação dos segmentos culturais e das 12 RDs, assegurando a paridade (Estado e Sociedade) e a eleição dos representantes da sociedade civil pelos respectivos segmentos, conforme determina o SNC.”
      Mereceu destaques também reformulação da lei do Funcultura; destinação de, no mínimo, 1,5% do orçamento estadual para a Cultura; e a instituição do Programa de Formação para qualificar os gestores públicos, produtores culturais, artistas e conselheiros de cultura nas 12 regiões também despontam como prioridades para a política pública no Estado.
Os demais temáticos tiveram propostas de grande valor para o desenvolvimento da cultura pernambucana e brasileira, tais como:
           No eixo Produção Simbólica e Diversidade Cultural que seja criada política prioritária a proteção das manifestações culturais, dos conhecimentos e costumes dos povos e comunidades tradicionais de Pernambuco. Através de tombamentos, inventários e outras formas de salvaguarda, a ideia é fortalecer medidas de preservação do vasto patrimônio cultural pernambucano.
          Na temática Cultura e Cidadania, a proposta de implementação de políticas que estimulem a criação de secretarias municipais de cultura foi aprovada como prioridade. Além da criação de circuitos culturais nas cidades históricas e territórios culturais em todas as regiões do estado. 
         A implantação de gerências regionais da Secretaria de Cultura de Pernambuco e da Fundarpe – Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco; a realização de concurso público; e a implantação de um programa de acessibilidade nos equipamentos culturais também são ações que devem ser priorizadas pelo poder público no Estado. 
              No eixo final, Cultura e Desenvolvimento, as discussões foram no sentido de garantir o desenvolvimento de todos os setores artístico-culturais em todas as regiões do estado. E neste sentido, foram definidas algumas ações como a construção de planos estratégicos dos festivais promovidos pelo estado com foco no desenvolvimento sustentável, que contemple artistas e empreendedores criativos locais; e a criação de um edital específico para festivais já consolidados foram definidas como prioritárias. 
            Foram aprovadas propostas na plenária final e que devem ser consideraras prioritárias na política de desenvolvimento cultural no estado, também figuram a implementação do eixo de cultura no Programa "Todos com a Nota" para todas as linguagens artístico-culturais; e a criação do prêmio Novos Talentos Criativos de Pernambuco, que reconheça também as iniciativas em cultura digital.
             Quanto à delegação que representará Pernambuco na III Conferência Nacional de Cultura será composta por 49 integrantes, entre artistas, militantes da cultura e gestores públicos.
              É preciso que se diga alguma coisa a respeito do Conselho Estadual de Cultura de Pernambuco. Como foi dito acima, esse tão importante ente da cultura pernambucana foi criado pela Lei n. 6003 de 23 de setembro de 1967. Teve como fundador e primeiro Presidente uma das maiores inteligências brasileiras, nada mais, nada menos, do que Gilberto Freyre. É natural que a luz da história, esse conselho precisa ser adequado aos novos tempos, especialmente, quando o Brasil cria o seu Sistema Nacional de Cultura. A falta dessa adequação, certamente vai trazer prejuízos à cultura de Pernambuco. O Sistema Nacional de Cultura, o qual alguns estudiosos vêm chamando de “o SUS da cultura” somente repassará recursos aos entes que constituírem seus sistemas de cultura, tanto no âmbito estadual, quanto no municipal.
            Diante dessa situação, a plenária da III Conferência Estadual de Cultura de Pernambuco, acatou a sugestão de João Roberto Peixe, no sentido de que fosse criada uma Comissão, com os delegados mais votados das RDs e tendo a frente desta, a Secretaria de Estado de Cultura para um contato com o governo estadual objetivando o diálogo. É importante salientar que desde a primeira conferência de cultura isso vem sendo alvo de criticas e manifestações de todos os segmentos da cultura pernambucana para que essa mudança aconteça neste conselho que bem vem a merecer adequação aos novos tempos.   
             Finalizando, vamos falar de Serra Talhada que teve a felicidade de mandar um representante a III Conferência Nacional de Cultura na pessoa do ator e dançarino Karl Marx. O município de Afogados da Ingazeira, também vai mandar representante, trata-se da escritora Ana Maria e representando os gestores a Secretária de Cultura do município de Carnaíba, a nossa querida Margarida que foi a segunda mais votada na plenária no segmento dos gestores públicos.
Por Modesto de Barros
Diretor de Articulação da SECULT/ST





JÁ SE VÃO 10 ANOS... UMA HOMENAGEM AO ETERNO 'CAPITÃO' GILVAN SANTOS

No dia 30 de setembro de 2003, faleceu na cidade na cidade do Recife, aos 33 anos, o ator, dançarino, poeta e cordelista Gilvan Severino dos Santos. Nascido em Serra Talhada, em 30 de outubro de 1969, Gilvan Santos militou durante toda a sua vida no movimento cultural da cidade. Foi um dos fundadores do MTP (Movimento de Teatro Popular) que no final dos anos 80 fez muito sucesso pelo interior do Nordeste  com a peça “As proezas de João Grilo”, escrita e dirigida por Anildomá Willams de Souza. Nos palcos ele contracenou com Cleonice Maria e Gisleno Sá.
Nos início dos anos 90, Gilvan passou por um transplante de rim, doado pelo seu irmão Edvaldo Pato. Recuperado do procedimento ele retornou as atividades teatrais e sua militância política. Como estudante participou da criança do GME (Grupo de Mobilização Estudantil), o grupo foi um dos incentivadores do movimento pelo “Fora Collor” no município. Entre 1993 e 1994, Gilvan adere ao “teatro de rua” – nesta atividade “rua” é todo espaço público aberto e apto a receber um espetáculo teatral, como parques, praças, monumentos, edifícios, rios, entre outros, em oposição aos locais fechados, além do uso da voz e do corpo na construção estética – as “esquetes” apresentados por Gilvan Santos, Giovanni Sá, Fátima Alves e Cleonice Maria.
Essa formação de artistas conquistou o público com abordagens cômicas de temas sociais bastante difundidas na época como a dívida externa, o fora o FMI, a reforma agrária, o combate à corrupção e ao coronelismo que reinava no Sertão Nordestino. Outra marca importante desse trabalho era o improviso dos atores em cena. Era impossível não “bolar de ri” com as peripécias do quarteto mágico do teatro serratalhadense.
Em 1995, Gilvan Santos participou da fundação do Grupo de Xaxado Cabras de Lampião e a FCCL (Fundação Cultural Cabras de Lampião). Ele interpretou durante anos o papel do lendário Lampião. No grupo Gilvan pode mostrar os seus dons interpretativos para dar uma nova dinâmica à dança, sem contar que ele ao lado de sua irmã, Cleonice Maria, introduziram novos passos ao ritmo musical. Petista de carteira, o “Bigulim” – como apelido dado pelo jornalista Giovanni Sá – foi candidato a vereador pelo partido por duas vezes, 1996 e 2000. Além de ter participado de várias ocupações promovidas pelo MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, e de manifestações realizadas pelos sindicatos e associações de classe.
Gilvan era membro da Academia Serra-talhadense de Letras e escreveu vários cordéis, entre eles, Lampião – Vida e Morte; Fitoterapia: O uso pela Natureza; O Segredo do Cachorro; Mulher e Xaxado no Cangaço. Pelo seu empenho na defesa das causas sociais e culturais o seu nome dando a um assentamento de trabalhadores rurais e a um grupo de xaxado. Gilvan era uma pessoa alegre e determinada, mesmo diante dos constantes problemas de saúde era impossível vê-lo de cabeça baixa ou depressivo. Para contrariar a lógica da incerteza ele propagava o bom humor que lhe era peculiar.
Após lutar por mais de 10 anos contra os problemas renais, Gilvan faleceu de infecção generalizada e falência múltipla de órgãos. Deixou viúva e dois filhos, e uma lacuna gigantesca para todos aqueles que tiveram o privilegio de conhecê-lo. Mas, como é dito na saudação feita a todos aqueles que tombam em meio à luta e sempre travando o bom combate… Companheiro Gilvan Santos! Presente! Agora e sempre!
Um forte abraço a todos e a todas e até a próxima!

Paulo César Gomes é professor de História e escritor

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

3ª CONFERENCIA ESTADUAL DE CULTURA TEM INICIO HOJE EM GRAVATÁ


Começando hoje (25/9) até a sexta (27/9), em Gravatá, a III Conferência Estadual de Cultura. Com o tema "Uma política de estado para a cultura: desafios do Sistema Nacional de Cultura", a conferência pernambucana irá reunir representantes de todas as regiões de Pernambuco para traçar metas e objetivos da gestão cultural no estado e nas cidades. “O processo de construção coletiva de políticas públicas estruturantes para a Cultura encontra na realização das conferências de cultura a oportunidade ímpar para que a sociedade civil e os governos, juntos, avaliem as políticas culturais da União”, diz o secretário de Cultura, Fernando Duarte.
O encontro será organizado em quatro eixos, que são: Implementação do Sistema Estadual de Cultura; Produção simbólica e diversidade cultural; Cultura e cidadania; e Cultura e desenvolvimento. Na plenária final, serão retiradas oito propostas prioritárias, que seguirão para a III Conferência Nacional de Cultura. Também na ocasião da Conferência Estadual serão eleitos os delegados que representarão o estado de Pernambuco na Conferência Nacional.  Abaixo seguem os arquivos que embasaram a construção da Conferência Estadual, em PDF, para baixar.
=>Documentos que embasam a 3ª Conferência Estadual de Cultura em Pernambuco
1) Sobre a 3ª Conferência Estadual de Cultura
2Regimento Interno das Comissões Regionais e Setoriais de Cultura do Estado de Pernambuco3) Planejamento estratégico das Comissões Setoriais:
4) Planejamento estratégico das Comissões Regionais:
Agreste CentralAgreste SetentrionalAgreste MeridionalMata NorteMata SulRegião Metropolitana do RecifeSertão CentralSertão de ItaparicaSertão do AraripeSertão do MoxotóSertão do PajeúSertão São Francisco
5) Conferências anteriores
6) Revista de Balanço 2011/20127) Regimento Interno da 3ª Conferência Nacional de Cultura - Diário Oficial da União
Portaria nº 52 do Ministério da Cultura - Homologa Regimento interno da 3ª Conferência Nacional de Cultura9) Relação das Metas do PNC - Eixos CNC10) Texto base da 3ª Conferência Nacional de Cultura

Nossos delegados partiram às 9h com destino a gravatá pra participarem desse instrumento publico de sugestões e praticas de politicas publicas para o desenvolvimento da cultura em nosso Estado. A delegação de Serra Talhada é formada pelos seguintes delegados da sociedade civil: José Orlando Ferreira Lima, representante da música, Karl Marx Santos Souza, representante da cultura popular, Tiago Cristiano Gomes, representante das artes cênicas. Os representantes do poder público são: Elis Lopes Garcia, Modesto Lopes de Barros e o Secretário de Cultura e Turismo, Anildomá Willans de Souza.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

SECULT/ST REALIZA OFICINA DE RECICLAGEM NATALINA

  A Secretaria de Cultura e Turismo visando a decoração do natal da cidade do coração da gente, está realizado nestes dias 24 e 25 de setembro em parceria com o SESC/PE uma Oficina de decoração natalina em reciclagem, com foco na ornamentação das praças e ruas principais da cidade quando desse período no município, o SESC enviou os Artistas/Instrutores Ney Mendes e Fabiana e a Secretaria junto com a primeira dama disponibilizaram toda a logística para esse feito, além de firmarem parceria com artesãos e artesãs da Escola de Arte e Associação do gênero que estão recebendo essa orientação e aprendendo a confeccionar objetos decorativos com temática natalina, para que depois esses multiplicadores viabilizem a confecção dos ornamentos devidos para decorar as praças e ruas de nossa cidade.

O momento é pura disposição e criação, é deixar a imaginação fluir e criar a partir das orientações dos professores objetos dos mais variados que comporão pela coordenação de PC Frazelly a de coração natalina do município  esse é o principal objetivo dessa empreitada, no entanto, um trabalho desse porte gera também renda e sustentabilidade para quem decidir fazer em larga escala e colocar a venda os produtos finalizados; além da socialização do domínio da técnica com seus associados, este é outro objetivo do curso o compartilhamento do aprendizado.

FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO REALIZA CONFERENCIA LIVRE SOBRE GESTÃO CULTURAL

A Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) realizará, de 27 a 29 de setembro, a sua primeira Conferência Livre sobre Gestão Cultural. O tema do encontro será “Os Desafios da Gestão na Implantação do Sistema Nacional de Cultura”. Os debates acontecerão na Fundaj do Derby. Danilo Santos de Miranda, diretor do SESC São Paulo, fará a palestra de abertura.
Convocada pela Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (Meca), a Conferência será realizada como etapa da III Conferência Nacional de Cultura e se propõe a debater aspectos relacionados à gestão cultural. Poderão participar profissionais do segmento cultural, especialmente aqueles que atuam em secretarias municipais e estaduais e em equipamentos culturais. Artistas e produtores também terão acesso ao encontro. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.fundaj.gov.br ou a partir das 16h do dia 27, sexta-feira (veja mais detalhes no serviço).
Quatro eixos temáticos serão abordados na Conferência Livre: arquitetura do Sistema Nacional de Cultura; legislação em matéria de cultura; qualificação da gestão cultural; e financiamento da cultura.
“As conferências livres são importantes porque permitem aprofundar os temas propostos pela Conferência Nacional. Um dos desafios atuais do Sistema Nacional de Cultura (SNC), e talvez o mais relevante deles, diga respeito à formulação e à gestão de políticas culturais. De nada adianta a adesão de estados e municípios, se eles não estiverem estruturados para implementar o SNC”, pontua Silvana Meireles, diretora da Meca e uma das idealizadoras do evento.
Não é à toa que a Fundaj está à frente desse encontro. “A Fundação vem realizando, anualmente, o Curso de Especialização para Gestores Culturais do Nordeste e o projeto ‘Cultura em Debate’, que vem discutindo temas relacionados à gestão cultural. A Conferência Livre é mais um passo para que busquemos respostas para os desafios que o gestor enfrenta no seu dia a dia”, enfatiza Silvana Meireles.
Participarão como palestrantes e debatedores da Conferência Paulo Rubem Santiago, deputado federal pelo PDT/PE; Paulo Linhares, gestor cultural do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CE); João Ribeiro, ex-secretário de Cultura do Maranhão; e Márcio Meirelles, ex-secretário de Cultura da Bahia.
SERVIÇO
I Conferência Livre Sobre Gestão Cultural
Dias 27, 28 e 29 de setembro (sexta, sábado e domingo)
Local: Fundaj – Rua Henrique Dias, 609 – Derby
Inscrições: www.fundaj.gov.br. Enviar ficha de inscrição para o e-mail: valdiane.lima-tc@fundaj.gov.br
Credenciamento a partir das 16h do dia 27/9, até o encerramento da conferência de abertura
PROGRAMAÇÃO
Dia 27/09 (sexta-feira)
16h – Início do credenciamento dos participantes
19h – Sessão solene de abertura
20h – Conferência de abertura com o Diretor Regional do SESC-SP, Sr. Danilo Santos de Miranda
Dia 28/09 (sábado)
9h às 10h30 – Leitura e aprovação do Regimento
11h às 13h – Grupos de Trabalho: palestra inicial e debate
15h às 18h – Grupos de Trabalho: discussão e elaboração de propostas/eixos temáticos
Dia 29/09 (domingo)
09 às 13h – Plenária Final: apresentação e votação das propostas
13h – Encerramento
Telefones para contato: (81) 3073-6714/6686/6659/6736

domingo, 22 de setembro de 2013

ALUNOS DOS NUCLEOS DE FORMAÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL SE MOSTRAM TALENTOSOS

O Programa Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vinculo da Secretaria de desenvolvimento social e Projeto Cultura Viva realizaram mais uma mostra de resultados com os alunos do núcleo de teatro, danças e percussão no quintal do museu neste dia 21 de setembro, com entregas de certificados aos alunos/atores/atrizes (alguns muito talentosos por sinal), que apresentaram a peça ‘Ilustríssimo Senhores’ , texto de Lucio Lombardi, sobre a orientação da pedagoga Karine Gaya, foi um momento de louvor e divertimento vê tantas crianças, adolescentes e jovens dos bairros periféricos de nosso município apresentando belas coreografias   desenvolvidas por Gorete, Patricia, Simone, Leidjan, Branca e Edilson, além de som potente nos instrumentos de percussão instruídos por Nilsão; foi realmente um momento impar onde a cultura e social se fez presente mostrando que a transformação realidade é possível mediante ações diretas de formação artística e cidadã. Tivemos ainda uma performance dos alunos de Voz/Coral como o professor Cícero e seus alunos do AVANJU.
O Prefeito Luciano Duque se fez presente com a Primeira Dama e ficaram satisfeito em apreciar tanta coisa bonita no palco externo do Museu do Cangaço. “esse tipo de iniciativa precisa ser valorizada para que essa formação seja ampliada e contínua, despertando nessas pessoas o interesse profissional, a arte como ferramenta de ensino transforma qualquer realidade”.

Os trabalhos apresentados por mais de 100 alunos dos Bairros Mutirão, Cagepe, Cohab, Borborema, Bom Jesus e Centro/Vila Ferroviária foram bastante animador, deixando o secretário de Cultura e Turismo certo de está fazendo um trabalho importante junto com o Secretário de Desenvolvimento Social, parceiro importante nesta causa onde adolescentes e jovens vulneráveis e ociosos ganham uma chance de aprendizado profissionalizante, além de nossos de cidadania, convivência grupal e história da dança, da musicalidade e das artes cênicas, desenvolvendo em si um senso critico.




sexta-feira, 20 de setembro de 2013

SECRETÁRIO DE CULTURA É ENTREVISTADO SOBRE CADASTRAMENTO DOS ARTISTAS

Ontem às 12:30 o secretário de Cultura e Turismo Anildomá foi entrevistado na rádio Vila bela FM sobre cadastramento dos artistas do município em suas diversas modalidades e manifestações de tradição popular. Hoje às 10h o mesmo esteve no Programa Tribuna Popular da Rádio A Voz do Sertão AM para falar sobre o mesmo e sua importância para a implementação de politicas de Cultura.
 
Os locais que podem ser feito o cadastramento de forma manual preenchendo os formulário são: SECRETARIA DE CULTURA E TURISMO no MUSEU DO CANGAÇO/FUNDAÇÃO CULTURAL CABRAS DE LAMPIÃO (Ponto de Cultura), na Sede da ACADEMIA SERRA-TALHADENSE DE LETRAS, no CENTRO DRAMÁTICO PAJEÚ (Ponto de Cultura / CDP/AVANJU), CASA DA CULTURA, CASA DO ARTESÃO E SEBRAE, para o cadastro online o site é: www.serratalhada.pe.gov.br, o período de inscrição vai do dia 16 de Setembro até o dia 20 de Dezembro de 2013.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

FILME DE CURTA METRAGEM SOBRE QUEIJO COALHO É LANÇADO EM ARACAJU/SE

O documentário de 14min dirigido pela jornalista e relações públicas Rita Simone Liberato, Guardiãs do Queijo Coalho no Sertão, será lançado nesta sexta-feira, às 14h, no Cine Vitória, antiga Rua 24h, dentro da programação do CurtaSE 13. “A entrada é gratuita, mas os interessados deverão chegar com antecedência para pegarem os ingressos na bilheteria”, afirma a coordenação do Festival. Ao final, haverá um bate-papo com as sertanejas, que estarão em Aracaju, especialmente para o evento.
O vídeo exibe o modo de vida das mulheres sertanejas que aproveitam o leite, importante recurso territorial, para elaborar o queijo. “Com o soro, subproduto da produção de queijos, as mulheres alimentam os suínos que, comercializados, geram a renda que contribui para a sustentabilidade do estabelecimento rural e a continuidade nessa terra, lugar de vida e labuta”, afirma a Dra. Sônia de Souza Mendonça Menezes, professora da Universidade Federal de Sergipe e produtora do trabalho.
O documentário foi elaborado a partir do projeto de pesquisa Queijo de coalho caseiro: o saber fazer tradicional das mulheres camponesas e a geração de renda no território do Alto Sertão Sergipano, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e coordenado por Menezes, com participação dos estudantes de graduação em geografia da UFS, Alexandro Batista dos Santos e José Natan Gonçalves da Silva, da técnica da Emdagro, Abeaci dos Santos, e da engenheira de alimentos Dra. Fabiana Thomé da Cruz (PGDR/UFRGS), que assina a co-produção do video.
Segundo Liberato, as camponesas “mulheres de opinião” dos municípios de Monte Alegre de Sergipe, Porto da Folha e Nossa Senhora da Glória e seus familiares contam suas histórias e relatam a relevância da produção de queijo para a vida de suas famílias. “Guardiãs do Queijo Coalho do Sertão nos convoca à reflexão sobre a produção de alimentos identitários no mundo rural, produção alicerçada pela demanda de mercado consumidor urbano e inserida no circuito “invisível” da economia”, acrescenta Menezes.
Para realizar este trabalho, a equipe contou as assistentes de produção: Dona Carmelita, Dona Aninha, Dona Daci, Sr. José de Aninha, Dona Maria Isabel (Beza), Dona Maria José, do município de Monte Alegre de Sergipe. Dona Maria de Sá Delfino (D. Lindinalva), Ezequiel Delfino, Isaac Delfino, Dona Maria Célia, de Porto da Folha. Dona Gilane, Sr. João Messias, Dona Maria Helena, Dona Maria Valdete  e Sandro Nunes, residente em Nossa Senhora da Glória.
A finalização do documentário é de Ludwig Birkner e Marcus Hora. As músicas foram gentilmente cedidas pela cantora e compositora Joésia Ramos. A designer Clarissa Rocha, assina o projeto gráfico.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

CONFERÊNCIA ESTADUAL DE CULTURA – 2013

Serra Talhada vai participar da III Conferência Estadual da Cultura com seus delegados eleitos no dia 09 de julho próximo passado, quando foi realizada a nossa II Conferencia municipal de Cultura. A delegação de Serra Talhada será formada pelos seguintes delegados da sociedade civil: José Orlando Ferreira Lima, representante da música, Karl Marx Santos Souza, representante da cultura popular, Tiago Cristiano Gomes, representante das artes cênicas. Os representantes do poder público são: Elis Lopes Garcia, Modesto Lopes de Barros e o Secretário de Cultura e Turismo, Anildomá Willans de Souza.
                     A Conferência Estadual de Cultura vai acontecer entre os dias 25 a 27 do corrente mês, na cidade de Gravata região agreste pernambucana.
                     É importante dizer que as conferências são instâncias onde a sociedade civil e poder público analisam e discutem propostas para as políticas públicas de um modo geral. Portanto, um fórum privilegiado no sentido mais puro da palavra. Este ano os municípios estão em um momento impar porque estão sendo discutidas as leis orçamentárias e as propostas discutidas nos diversos espaços podem ser colocadas na peça do orçamento.
                Por outro lado, a cultura vem sendo discutida pelos mais diversos segmentos artísticos no sentido de consolidar o Sistema Nacional de Cultura, considerado pelos estudiosos do assunto como sendo o verdadeiro SUS da cultura.
                        O município de Serra Talhada que vem discutindo sua cultura com muito cuidado e tem no Secretário de Cultura e Turismo, na pessoa de Anildomá, o Domar do Xaxado, como é conhecido, total entusiasmo e dinamismo. A haja vista, o Programa Cultura Viva que já deu prova de que é preciso levar cultura para os bairros e distritos do município fazendo com que todos tenham a possibilidade de vivenciar a cultura na sua plenitude. E esse entusiasmo e dinamismo é o que devemos levar como contribuição para a conferência estadual e quem sabe a nacional, diz Domar. 

CADASTRO CULTURAL PERMITIRÁ CONHECERMOS O POTENCIAL ARTISTICO DE SERRA TALHADA

Com o objetivo de formar um banco de dados com as principais produções culturais presentes na cidade de Serra Talhada, a Prefeitura Municipal, por intermédio da Secretaria de Cultura e Turismo, inicia o cadastramento cultural do município, dando início ao cumprimento das metas estabelecidas pelo Ministério da Cultura quanto à integração ao Sistema Nacional de Cultura, visando a implantação do Plano Municipal de Cultura, com sua estrutura de diretrizes e metas para a cultura no município para um novo modelo de gestão. De acordo com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, todos os produtores culturais e artistas em todas as linguagens – músicos, poetas, dançarinos, artistas cênicos, artesãos, áudio visual, fotografias, grupos folclóricos, conjuntos musicais, centros de matrizes africanas, modas - estão sendo convocados para realizarem o cadastro, que será realizado de segunda à sexta-feira, das 08h às 12h e das 14h às 17h NA SECRETARIA DE CULTURA E TURISMO no MUSEU DO CANGAÇO/FUNDAÇÃO CULTURAL CABRAS DE LAMPIÃO (Ponto de Cultura), na Sede da ACADEMIA SERRA-TALHADENSE DE LETRAS, no CENTRO DRAMÁTICO PAJEÚ (Ponto de Cultura/CDP/AVANJU), CASA DA CULTURA, CASA DO ARTESÃO E SEBRAE, ou pelo site: www.serratalhada.pe.gov.br, do dia 16 de Setembro até o dia 20 de Dezembro de 2013.
O cadastro além de ser um instrumento Indicador das atividades culturais, a partir da lei municipal que instituirá o Sistema Municipal de Cultura, é pré-requisito para que se possam inscrever projetos a fim de acessar verbas do Fundo Municipal de Cultura.

Por meio desse cadastro, poderão ser realizados projetos que atendam os mais diversos segmentos artísticos, como também esses artistas serão convocados pela própria Secretaria para atuarem em eventos. 

-- 
MUSEU DO CANGAÇO
Ponto de Cultura Cabras de Lampião
Vila Ferroviária, S/Nº - Centro
CEP: 56.903-170
Serra Talhada - Pernambuco

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

PROGRAMAÇÃO DA 26ª MISSA DO POETA

Em memória do Poeta Zé Marcolino e do sanfoneiro Dominguinhos
Poeta homenageado: ZÉ DE MARIANO

Segunda, 16/09 - ABERTURA OFICIAL COM O DOCUMENTÁRIO POETISAS DO PAJEÚ, de Devyd Santos e Jaci Melo em Praça Pública, às 19h:30min (Praça Gonçalo Gomes)
 => 2º Encontro de Seresteiros 
 Dimas Feitosa, Toinho de Adalto, Ida Gomes ,Lula
Edite de Vilson, Edson Lima, Zé de Virgínio
Chico, Tote Marques, Elmar Herculano, Lostiba


Terça, 17/09
11º Festival de Violeiros Amadores "Poeta Zé Liberal", às 19h:30min (Praça Gonçalo Gomes)

Dimas Feitosa x Valdomiro Oliveira
Jaime Brito x Duedo
George Alves x André Santos
Gilson Melo x Afonso Manu
Edson Lima x Luiz Véras
Zipa Nunes x Etinha Nunes

Quarta, 18/09
6º Encontro de Sanfoneiros, 19h:30min (Praça Gonçalo Gomes)

Lindomar Souza
Lucas Souza
Dedo de Ouro
Sóstenes
Vinkler
Expedito Souza
Zêra
Cícero (Forrozão Clima da Terra)
Zé Vieira
Geraldo Borrego
Arlindo Borrego
José Edson
Juarez (Sertanejos do Forró)
Luizão
Antônio do Gado
Kiki
Sérgio (Primos do Forró)
Nando
Rafael
Adão
Ferrinho

Quinta, 19/09, 19h:30min (Praça Gonçalo Gomes)
6ª Noite de Autógrafos - Recital - Parceria Escola Pedro Pires Ferreira
Recital com Alunos da Escola Pedro Pires e todos os Poetas da APPTA
Grupo Flor de Mucambo

Sexta, 20/09 – Apresentação de Júnior Alves, 19h:30min (Auditório José Rufino da Costa Neto, na Escola Arnaldo Alves Cavalcanti)
3º Recital Feminino do Pajeú
17ª Mesa de Glosas do Pajeú
1 - Maria Rita
1.     Sebastião Dias
2 - Dulce Lima
2.     Zé Carlos do Pajeú
3 - Veronica Sobral
3.     Adeval Soares
4 - Andreia Miron
4.     George Alves
5 - Elisabethe Lima
5.     Genildo Almeida
6 - Mônica Mirtes
6.     Clécio Rimas
7 - Rayane Brito
7.     Henrique Brandão
8 - Idalina Carla
8.     Marcos Freitas
9 - Neide Nascimento
9.     Lima Júnior
10 - Wandra Rodrigues
10.                        Felipe Amaral
11 - Pepita Lins
11.                        Caio Meneses
12 - Maria Regina
12.                        Alexandre Morais
13 - Natália Rocha
13.                        Adelmo Aguiar
14 - Gilvaneide Soares
14.                        Genildo Santanta
15 - Elizângela Soares
15.                        Pedro de Alcântara
16 - Ângela Patrícia
16.                        Gonga Monteiro
17 - Tamara Santos
17.                       Wellington Rocha
18 - Vitória Correia
18.                       Dimas Feitosa
19 - Isabely Moreira
19.                       Aldo Neves
20 - Sara Cristóvão

21 - Dayane Rocha

22 - Joyce Maria

23 - Elenilda Amaral

24 - Rejane Barbosa


Sábado, 21/09 - Em memória de Zé Marcolino e Dominguinhos e Homenagem ao Poeta Zé de Mariano 26ª Missa do Poeta (Igreja Matriz) Celebração de Padre Luizinho e Padre Aldo
Abertura com a dupla de Violeiros Sebastião Dias e Pedro de Alcântara
Show “Confraternização da Música e da Poesia”, na Praça Pedro Pires Ferreira com:
Beto Hortis
Kelly Rosa
BKL 
Sevy Nascimento 
Irah Caldeira
Expresso Pau de Arara
João Lacerda
Bira Delgado

Lançamento dos Livros:
“São honras do meu sertão”'  - Israel Gomes
“Coração saudosiano” - Kelly Rosa
“Panorama da parte” - Kerle de Magalhães

Agradecimento aos apoios culturais:

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO
FUNDARPE
FULCULTURA
EMPETUR
PREFEITURA MUNICIPAL DE TABIRA
SECRETARIA DE CULTURA DO MUNICÍPIO DE TABIRA
DAMOL MOLAS
PRODUTORA FRED CAMPOS
E A TODOS OS POETAS DA APPTA