Vídeos

Loading...

terça-feira, 12 de novembro de 2013

GILDO ALVES: NOVO TALENTO TEATRAL SERRA-TALHADENSE REVELADO


Tendo começado sua carreira no teatro em julho de 2011, nas aulas do Ponto de Cultura Oficina de Criação do CDPST, tendo como instrutor Carlos Silva, onde concluiu o curso de formação teatral com a Peça ‘Conversas de Lavadeiras’. “O CDPST abriu muitas portas, foi lá onde tive meu primeiro contato com a arte, onde pude realizar um sonho que alimentava desde 6 anos”; fala emocionado.
Aos poucos foi se aproximando dos demais alunos/atores/atrizes que como ele estavam em buscar de conhecimentos e realização pessoal. Gildo Alves, aluno com aptidões artísticas já tinha feito dramatizações na escola tanto de dança (incluindo quadrilha junina, outra grande paixão), quando de teatro, mas, a primeira peça que assistiu foi no Teatro do CIST em 2008, uma produção do CDPST e lá teve a certeza que era o teatro que queria por profissão. Um ano após esse fato, encontra Carlos pelas redes sociais e começa a despertar o interesse pela formação artística; em (2010) passa a dançar numa quadrilha estilizada; a Junina Rei do Cangaço, onde seu talento fica evidente, tanto que em seguida passa a fazer parte da coordenação da mesma.
Depois do Curso de Iniciação do CDPST, não parou mais, tem participado de oficinas formativas, seminário e eventos culturais em geral, demostrando o gosto pelas belas artes e seu poder de transformação; depois de ‘Conversas de Lavadeiras’; recebeu convite pra o infantil ‘Jacaré Espaçonave do Céu’, tendo com esse ido fazer apresentação no teatro Barreto Jr. na capital, ‘Reizinho da Fome’; o Esquete ‘Ela me deixa louco’; Integrou esse ano a figuração do espetáculo ‘O Massacre de Angico’ e ora prepara-se pra estrear a comédia ‘Fulana, Sicrana, Beltrana; ao lado de Dany Feitosa e Carlos Silva, com direção de Ivanildo Duarte e produção da FCCL.
Quero fazer faculdade de Artes Cênicas em Recife e me especializar nessa área, fico contente a cada convite que surge pra um trabalho novo, é sempre desafiador, o ator nunca está 100% formado”; diz ele com ares de grande astro.
A trajetória desse novo artista cênico de Serra Talhada está apenas começando, a julgar por seu talento, o empenho e a dedicação com que faz cada trabalho o levará muito longe. A nós cabe lhe desejar sorte e muito sucesso!

Nenhum comentário: