Vídeos

Loading...

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

MUSEU DO CANGAÇO – RECORDE DE VISITAÇÃO

Desde a sua criação, o MUSEU DO CANGAÇO, recebeu, até data de hoje, pouco mais de 150 mil pessoas. Um público que mistura o maior volume de pessoas da cidade e região, mas que grande parcela das demais regiões do Brasil, inclusive do exterior. “O serra-talhadense vem ao Museu do Cangaço, sozinho ou em família, e muitas vezes em turma de escola”, explica a presidente da entidade, Cleonice Maria, “mas o volume de pesquisadores e turistas estrangeiros é expressivo e nos orgulha”, comemora.
Ainda esta semana o MUSEU DO CANGAÇO recebeu visitantes da França e da Itália, caravanas de outros estados e pesquisadores da Bahia.

O MUSEU DO CANGAÇO

No dia 05 de maio de 2009 foi inaugurada a instalação  do MUSEU DO CANGAÇO/PONTO DE CULTURA ARTES DO CANGAÇO/CEPEC – Centro de Pesquisa e Estudo do Cangaço – em um dos prédios da Rede Ferroviária Federal S/A,  em Serra Talhada, na edificação denominada GALPÃO e ARMAZÉM.

O MUSEU DO CANGAÇO/PONTO DE CULTURA CABRAS DE LAMPIÃO/CEPEC tem no seu acervo:
ü Móveis e utensílios da época do cangaço;

ü Processos jurídicos contra Lampião e outros cangaceiros;
ü Bilhetes escritos pelo próprio punho de Lampião;
ü Armas pertencentes a cangaceiros;
ü Acervo de matérias de jornais da época do cangaço noticiando as ações de Lampião;
ü Coleção de  matérias jornalísticas mostrando a repercussão da morte de Lampião;
ü Demonstrativo de ervas medicinais da vegetação da caatinga;


ü Vasta biblioteca do cangaço, com mais de mil e quinhentos livros;
ü Teses de mestrados e monografias focando o cangaço e Lampião feita por estudiosos de todo Brasil e do exterior;
ü Mais de quinhentos títulos de versos de cordéis; A CORDELTECA;
ü Laudos médicos e raios-X das cabeças dos cangaceiros quando decepadas pela polícia;
ü Acervo de aproximadamente 800 fotografias do cangaço;
ü FILMOTECA CANGACEIRA: Documentários em DVDs (sobre Lampião, Zumbi dos Palmares, Antonio Conselheiros e Padre Cícero);
ü SALA MULTIMIDIA;
ü Uma sala de exibição de filmes e documentários;
ü PALCO EXTERNO- ESPAÇO CULTURA VIVA:  para ensaios e apresentações teatrais e danças, recitais e cantorias de violeiros repentistas; e
ü Uma loja de artesanatos.

MUSEU DO CANGAÇO/PONTO DE CULTURA CABRAS DE LAMPIÃO/CEPEC no mesmo torrão que veio ao mundo à figura mais importante do cangaço, é de majestosa autenticidade e de uma dimensão grandiosa ao patrimônio cultural e histórico do povo brasileiro, bem como a história do nordeste, a cultura do povo sertanejo e a antropologia cultural e a sociologia. Isso nos faz pensar na grande contribuição de Lampião e sua história, que se confunde com a própria história do nordeste brasileiro. Suas ações influenciaram a dança, a música, a poesia popular, o cinema, a culinária, as lições de morais, as táticas de guerrilha e, sobretudo a criação (no imaginário popular) do homem que jamais se acovardou diante de quem quer que fosse, servindo de exemplo para encorajar o nosso povo.

É, portanto, da nossa responsabilidade social, buscar o equilíbrio entre o homem digital, inteiradas a mídia e a informática, e o ser cultural, apegado ao folclore, à cultura popular e à sua historicidade, a fim de subsidiarmos a construção de cidadania. Faz-se necessário para que se perpetuem as nossas origens históricas e culturais e que certamente favorecerão a produção de conceitos essenciais ao conhecimento, elevando o padrão cultural do nosso povo, ao reviver a grandeza da nossa história, promovendo a auto-estima: primeiro passo para a cidadania.
  

Fundação Cultural Cabras de Lampião,mantedora do MUSEU DO CANGAÇO,  é de personalidade jurídica, sem fins lucrativos e de finalidade cultural Tornou-se Ponto de Cultura Artes do Cangaço em 2008. Filiada a SBEC – Sociedade Brasileira de Estudiosos do Cangaço, a ARTEPE – Associação dos Realizadores de Teatro, de Utilidade Pública Municipal (pela Lei nº942/98) e de Utilidade Pública Estadual (pela Lei 12.402/2003).
MUSEU DO CANGAÇO funciona de segunda a sexta feira das 8:00 às 12:00 e das 14 às 17:30. Aos sábados e domingo, das 8:00 às 12:00. E aos domingos e feriados, quando agendados pelo telefone: (87) 3831 3860.

Nenhum comentário: