Vídeos

Loading...

terça-feira, 15 de abril de 2014

SONORA BRASIL 2014 EM SERRA TALHADA NO MUSEU DO CANGAÇO

Duo Cancionâncias

=>O trabalho do Duo Cancionâncias, formado pela soprano Manuelai Camargo e pelo violonista Cyro Delvizio, abarcou, até o momento, os estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul. Dentre os feitos do duo estão projetos como o “Música no Museu”, “Primeira Classe”, “Café Cultural”, “Projeto Cultural” e o programa “Música e Músicos do Brasil”.

A partir de 2008, o duo foi escolhido para realização de recitais no projeto “Mini Concertos Didáticos do Museu Villa-Lobos/RJ”, participando de oficinas de música de câmara com o renomado fagotista e especialista em Villa-Lobos, Noel Devos, e apresentando-se no 46º Festival Villa-Lobos. O grupo ainda participou da série Brasiliana 2009, realizada pela Academia Brasileira de Música, na Fundação Casa de Rui Barbosa/RJ.

Entre suas apresentações destacam-se séries que reúnem diversos gêneros da canção brasileira, além de recitais em programas de rádios pelo Brasil e México. A dupla se dedica intensamente à interpretação da obra de Edino Krieger, que tem acompanhado de perto essa produção e as transcrições de obras originalmente escritas para canto e piano.


O projeto Sonora Brasil, que esteve em mais de 123 cidades no ano passado, com 454 concertos e cerca de 45 mil expectadores em todo o país em 2013, a sua 17 edição tem  a sua realização ormação de Ouvintes Musicais começa nesta terça-feira (15) o circuito 2014, que presta homenagem às raízes percussivas do país e ao compositor Edino Krieger.
Este circuito será aberta no Teatro do Sesc Arsenal em Cuiabá, com os grupos Raízes do Bolão, do Amapá, e Quinteto Brasília, do Distrito Federal. Amanhã (14), o próprio Edino Krieger dará uma palestra, aberta ao público em geral, sobre as bienais de música brasileira contemporânea, criadas por ele, no auditório do Instituto de Linguagens da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).
Passando pela região norte, passam pelas regiões Sul e Sudeste, enquanto os que apresentam obras do tema Edino Krieger e as bienais de Música Brasileira Contemporânea vão para as cidades do Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país, invertendo o circuito do ano passado, e completando a circulação dos oito grupos por todas as 123 cidades.
Sérgio Barrenechea, flautista, que faz parte do Quinteto Brasília, diz que a experiência de se apresentar pelo interior do país é muito gratificante, com a oportunidade única de levar música de câmara para cidades como Camaquã (RS) e São Miguel do Oeste (SC).
Ciado em Ciado em Ciado em Ciado em Ciado em Ciado em Ciado em em 1998 e já levou cerca de 70 grupos a mais de 3.500 apresentações por todo o país, com público superior a 500 mil espectadores. Nesta edição, participam os grupos Raízes do Bolão, Samba de Cacete da Vacaria, Raízes do Samba de Tocos, Alabê Ôni, Quinteto Brasília, Quarteto Belmonte, Octeto do Polyphonia Khoros e Duo Cancionâncias.
Criado em 1998 , O Sonora Brasil foi e já levou cerca de 70 grupos a mais de 3.500 apresentações por todo o país e é um festival que traz artistas genuinamente brasileiros, com público superior a 500 mil espectadores. Nesta edição. Outros grupos que concorrem o  Bolão, Samba de Cacete da Vacaria, Raízes do Samba de Tocos, Alabê Ôni, Quinteto Brasília, Quarteto Belmonte, Octeto do Polyphonia Khoros e Duo Cancionâncias.

serviço:
MUSEU DO CANGAÇO - Vila Ferroviária S/Nº
DIA 20/04/2014 ÀS 20h


Nenhum comentário: