Vídeos

Loading...

quarta-feira, 18 de junho de 2014

SERRA TALHADA TEM SEU PRIMEIRO PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL: XAXADO

O prefeito Luciano Duque sancionou a lei 1.404 e transformou o ritmo XAXADO em Patrimônio Cultural e Imaterial de Serra Talhada. É o primeiro da cidade. O Projeto de Lei solicitando ao chefe do executivo que transformasse o ritmo e a dança em Patrimônio Imaterial do povo serra-talhadense é de autoria do vereador Manoel Enfermeiro que atendeu a uma solicitação da Secretaria de Cultura e Turismo do Município (SECULT/ST).

"É mais uma vitória dos movimentos culturais e vem consolidar ainda mais  o slogan de Capital do Xaxado que já vem sendo adotado pela cidade a mais de 10 anos", comemorou Anildomá Willans, fundador do grupo de Xaxado Cabras de Lampião e secretário de Cultura.

O entusiasmo de Anildomá é repartido por outras instituições culturais do município, como a Fundação Casa da Cultura de Serra Talhada, segundo seu presidente, Tarcisio Rodrigues, a atitude do prefeito sancionando a Lei demonstra sua preocupação com a identidade cultural da cidade. "Já era tempo de ser tomado esta atitude, afinal o xaxado é quem melhor nos representa", disse ele.

O xaxado é uma dança tipicamente do sertão nordestino e, segundo historiadores, começou a ser praticada nas ribeiras do Pajeu, exatamente no município de Serra Talhada, no início do século XX. Uma dança de origem rural era praticada pelos agricultores que nos anos bons de inverno reuniam a família e amigos para juntos "xaxarem" o feijão, juntando a terra com uma enxada pequena no pé do caule do broto com poucos dias de nascidos. Do movimento dos pés nesta tarefa, acabou nascendo a dança que se estendeu para os terreiros das casas sertanejas quando da colheita, quando juntavam as vajem, ou bajem, num lastro exposto ao sol e num círculo, batendo com um pau e chutando-as levemente ao mesmo tempo, acompanhados por palmas ritmadas dos presentes, faziam festa para comemorar a fartura.
 
A dança acabou sendo incorporada pelos cangaceiros, que na sua imensa maioria era formado por agricultores, nas horas mais amenas, entre um combate e outro com as volantes da polícia, se divertiam dançando em fila indiana e tendo o rifle como sua dama.

Era uma dança exclusivamente masculina, a presença da arma servia também para entrarem em combate imediato quando se fizesse necessário.
 
Saindo de Serra Talhada, levada pelos cangaceiros do bando do rei do cangaço (Lampião), o xaxado  acabou se tornando um ritmo dançado no país inteiro e um dos principais produtos turísticos do município.

"É a herança alegre do cangaço", diz Anildomá  e acrescenta: "agora temos a certeza de que a tradição não morrerá, estamos garantidos por Lei e nos alegra ver que a cada dia se multiplicam os alunos nos cursos de xaxado, principalmente crianças. A dança (xaxado) está para nós aqui de Serra Talhada como o frevo está para Pernambuco, está de parabéns o prefeito Luciano Duque e todos nós muito agradecidos pelo seu gesto", finalizou.

Nenhum comentário: