Vídeos

Loading...

quinta-feira, 10 de julho de 2014

COLETIVA DE IMPRENSA: O MASSACRE DE ANGICO – A MORTE DE LAMPIÃO


A Fundação de Cultura Cabras de Lampião convida para a coletiva que vai ser realizada no próximo dia 17, às 15h, no Museu da Cidade do Recife, localizado no Forte das Cinco Pontas. Na ocasião, vão ser detalhados os preparativos para a 3ª edição do espetáculo “O Massacre de Angico – A Morte de Lampião”, que será encenado entre os dias 23 e 27 de julho, na Estação do Forró, em Serra Talhada, no Sertão pernambucano. O evento, que é gratuito e atrai milhares de pessoas, espera reunir aproximadamente um público de 10 mil  espectadores  por noite. Além dos artistas envolvidos na peça, também participam da coletiva o autor do espetáculo, Anildomá Willians de Souza, o diretor José Pimentel, e a presidente da Fundação Cultural Cabras de Lampião, Cleonice Maria.

No espetáculo, o público vai conhecer a história que aconteceu ao leito de um riacho seco, em Angico, no sertão de Sergipe, onde os companheiros de Lampião, entre eles, sua mulher, Maria Bonita, foram assassinados  no dia 28 de julho de 1938.

Dentro do enredo são mostradas cenas do passado marcante da história do Rei do Cangaço, como: suas desavenças com o primeiro inimigo José Saturnino, seu encontro com Padre Cícero para receber a patente de capitão do Exercito Patriótico, a determinação do presidente Getúlio Vargas em acabar com o cangaço e a sua morte e de Maria Bonita, juntamente com o bando.

As cenas são ligadas ao imaginário popular, em uma narrativa que mostra os fatos históricos construídos por meio de efeitos especiais de luz e trilha sonora.

O Massacre de Angico – A Morte de Lampião é uma história de TRAIÇÃO, AMOR E ÓDIO, que tem como palco os confins do sertão, na primeira metade do século passado.

Informações:
José Pimentel - diretor do espetáculo "O Massacre de Angico - A Morte de Lampião: (81) 9977-3739. Anildomá Willians de Souza - pesquisador e autor do espetáculo: (87) 9918-5533

Nenhum comentário: