Vídeos

Loading...

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

PROJETO LEVA CULTURA, DIVERSÃO E ARTE À ZONA RURAL DE SERRA TALHADA

 
A Fundação Cultural Cabras de Lampião com a Secretaria de Cultura e Turismo e a Secretaria de Educação, está levando um balaio de atrações culturais às comunidades rurais de Serra Talhada, possibilitando o acesso das camadas mais distantes do município e aos estudantes participarem de oficinas formativas em danças populares e apreciar espetáculos com o melhor da cultura nordestina, gerando trabalho e renda para uma gama de artistas serra-talhadenses e mostrando ao publico a força transformadora da arte na construção cidadã. Falo do Projeto Nas Veredas do Sertão que consta de um dia de oficinas com professores de Xaxado, Ciranda e Frevo para alunos da Escola local e no fim da tarde e/ou noite, apresentações dos Espetáculos: Mistura Pernambucana e o Grupo de Xaxado Cabras de Lampião; o primeiro financiado pela Secretaria Municipal de Educação e o segundo pelo Funcultura.
O ponto alto dessa iniciativa fica por conta do público que se encanta a cada performance apresentada pelos dançarinos, músicos, atores... Que no salão da escola ou na praça da localidade, monta uma pequena estrutura de som, luz, cadeiras e espaço que chamam de cênico e faz a magia acontecer; os figurinos coloridos, os ritmos, as musicas tocadas e cantadas e uma energia positiva conduzem a platéia numa viagem ao passado e reza que no presente temos que manter viva essas manifestações artísticas e culturais, tão nossas, que são: o Frevo, o Caboclinho, o Xaxado, a Ciranda, o Coco, o Teatro (destaque para o trabalho de improvisação que o ator Gildo Alves têm feito entre uma dança e outra).
Temos sede e fome de cultura, é o que percebemos nas pessoas ao chegarmos ao distrito e é por isso que não canso de dizer que quem acha ser loucura investir em cultura, é porque não sabe o preço da ignorância”; sentencia o secretario de cultura Anildomá Willans, e acrescenta: “iniciativas como esta precisam ser ampliadas e multiplicadas, percebam que com poucos recursos é possível fazer muito quando realmente se quer”. Finaliza.
As localidades já visitadas foram Serrinha, Água Branca, Santa Rita, Varzinha, Logradouro e Caiçarinha da Penha e ainda vai chegar em Bernardo Vieira e Tauapiranga; “é uma maratona, mas fazemos com prazer e alegria pois, nossa função é essa, oportunizar as pessoas acesso aos bens culturais e manter viva nossa história e nossas manifestações artísticas, afinal, um povo sem cultura é um povo sem história”; afirma Cleonice Maria e ressalta ainda: “em Serrinha houve muita emoção, e vieram a tona lembranças por parte de alguns moradores que deram depoimentos emocionados ao ouvirem as musicas que são executadas durante o espetáculo, que falam do povoado de São Francisco, de Vila Bela (hoje Serra Talhada) de Nazaré, que citam pessoas que povoaram essa região, nós descendemos dessas figuras”. Analisa.
A passagem do projeto por Varzinha revelou o potencial dos alunos e sua capacidade de aprendizado nas oficinas de Danças, foi surpreendente vê que em apenas 5 horas de aulas o resultado mostrado surpreendeu a comunidade, deixando claro, a carência que se tem de iniciativas que levem a arte para dentro das escolas como uma alternativa de formação, numa perspectiva de que pela arte também se aprende outras disciplinas. Em Santa Rita a escola esteve aberta o dia todo, a aula foi diferente, coletiva, e desenvolvida com absoluto interesse, tanto pelos docentes quando pelos discentes, numa comunhão de esforços para que o alunado e a comunidade se apoderassem do evento e o fizesse pra valer, foi extraordinária a participação. “Esse tipo de ação precisa acontecer mais vezes, estamos de portas abertas sempre que precisarem”; disse Alcione Maria gestora da Escola Enock Ignácio. “Ficamos maravilhados e nossos alunos estão contentes com a oportunidade de aprender Xaxado e assistir a tão belas apresentações”; Finaliza ela, perguntando quando a trupe artista volta a sua comunidade.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

CINEMA EM SERRA TALHADA, TEMPOS PASSADO E ATUAL MOMENTO

 
O cinema, ou 7ª arte, nasceu no fim do século XIX, através dos irmãos Auguste e Louis Lumière, na França, em 28 de dezembro de 1895 eles realizaram no Grand Café de Paris, a primeira exibição pública do cinematographe, projetando fotografias animadas constituindo assim um espetáculo digno de ser visto, se espalhou por toda Europa chegando aos Estados Unidos da América. No Brasil, o cinematógrafo dos irmãos Lumière foi lançado no ano seguinte, com o nome de omniógrapho numa sala da Rua do Ouvidor, no Rio de Janeiro. Teve sua expansão nas principais cidades do país, chegando à nossa pequena Vila Bela, na década de 20, funcionou num salão escuro situado na Praça Sérgio Magalhães, na época chamada de Rua Grande, segundo a história eram exibidos filmes mudos. Entre eles, as fitas como eram chamadas do genial Charles Chaplin, imortalizado no personagem singular de um herói desalinhado e ingênuo, engraçado e comovente chamado Carlitos; era o auge do cinema mudo, somente em 1929, foi feito o 1º filme sonoro, em Hollywood, intitulado "o cantor de jazz".
Em 1930, foi inaugurado o cinema no Clube Social Lido, de propriedade do Sr. José Rufino da Silva, que morava no Recife e enviava toda semana as fitas. Em uma instalação modesta com poucas cadeiras, onde a maioria dos freqüentadores traziam seus assentos ou então via os filmes em pé. Só dispunha de um projetor. Por isso os filmes eram passados em duas ou mais partes, havendo um intervalo para que se rodasse a fita de continuação. Foi à época dos filmes de Cowboy; as jovens da época se inspiravam nas estrelas dos filmes na maneira de vestir, nos cortes de cabelo e penteados imitando Dorothy Lamour, Bety Grable, Rita Hayworth, e outras e os rapazes se espelhavam em Humphrey Bogart, Ray Milland, Gary Cooper e outros astros. Era o auge dos grandes filmes musicais do inesquecível "Cantando na Chuva". Nos filmes românticos, as mocinhas sonhavam encontrar seu príncipe, vendo: "Sempre no Meu Coração", "Do Mundo Nada se Leva", e o excepcional "Casablanca"; também havia os seriados que ficaram na memória como "Falcão do Deserto", "A Volta do Zorro", e "Aranha Negra"; havia nessa época os curtas com histórias engraçadas, da dupla o gordo e o magro que tinham um público cativo na Vila Bela.
Houve no final dos anos 1940, um breve tempo sem cinema na cidade e todos sentia falta. Chega os ‘anos dourados’, foi inaugurado o Cine-Art, construído pelos irmãos Gomes Lucena em 1951, com a exibição do filme inaugural "Romance em Alto Mar" com Dóris Day e Jack Carson.
Então, veio à época das chanchadas da Atlântida; filmes nacionais, com Oscaríto, Grande Otelo, Eliana, Cyl Farney, Anselmo Duarte, Dercy Gonçalves, José Lewgoy e outros; dos quais destaco: "Aviso aos Navegantes", "É com este que eu vou", "Este Mundo é um Pandeiro" entre outros. Veio a fase do cinema novo, influenciado pelo neo-realismo italiano eram produzidos pela companhia Vera Cruz, em São Paulo, filmes mais técnicos, com bons roteiros, como "Rio 40 Graus", "Sinhá Moça", "O Cangaceiro", "O Pagador de Promessas". Outro destaque para "Ladrões de Bicicletas”, dirigido por Vitório de Sicca. Não posso deixar de lembrar os filmes épicos com temas bíblicos, “Sansão e Dalila", "David e Betsabá", "Manto sagrado".
Há um lema que diz: "cinema é a maior diversão" assim sendo, a turma jovem aproveitava o escurinho do cinema para os casais de namorados fazerem juras de amor, com maiores intimidades e afeto, principalmente nos chamados "filmes de amor". O Cine-Art prestou relevantes serviços à comunidade, no campo cultural e de lazer, serviu de palco para a festa de formatura dos concluintes de 1956, do ginásio Cônego Torres; também se apresentavam os artistas da terra que promoviam show de variedades artísticas. Eram exibidos seriados emocionantes como "Os Perigos de Nyoka", "A máscara do Zorro"; filmes do gênero policial, As comédias de Jerry Lewis e Cantinflas e os
Dramalhões Mexicanos com os bolerões de Agustín Lara.
No inicio de 1960 foi inaugurado o Cine-Plaza, era um prédio amplo e confortável e fazia concorrência ao Cine-Art dos Gomes. Quem ganhava era a cidade, pois cada um procurava apresentar filmes de sucesso. O Cine-Plaza também serviu para apresentações de artistas nacionais. Nos 1970 os filmes inspiraram os fazedores de teatro que tentavam reproduzir no palco o que via na telona; com a chegada da televisão, no interior do Estado e aparelhos de vídeo e DVDs, os cinemas perderam o encanto e fecharam suas portas um a um no decorrer na década de 1980.
Hoje Serra Talhada faz um resgate desse período de vivencia do cinema na cidade com o projeto cinema na Praça da FCCST - exibições mensais na Concha Acústica, o Cine Clube Pajeú na Rua Henrique de Melo mantido pelo CDPST, e em breve será inaugurado o Cine Clube Lampião, que passará a exibir filmes periodicamente na sala multimídia do Museu do Cangaço, além de está sendo realizados filmes com diretores de renome como Marcos Carvalho e Bruno Azevedo, e também aspirantes e amantes da sétima arte, como é caso de Costa Jr. que lançou recentemente o curta UM HOMEM SEM SORTE pela UniNobre Cine Vídeo que ora já se lança num novo projeto.
Em 2007 foi produzido pela Globo NE em parceria com a Fundação Cultural Cabras de Lampião, no centenário desse expoente do cangaço o documentário VIRGOLINO – DO HOMEM AO MITO, com roteiro de Anildomá, no ano de 2009 foi filmado aqui o curta metragem O MURO do premiado diretor Tião, na pequena localidade de Conceição de Cima, que pertence a Caiçarinha 3º Distrito rural de Serra Talhada com um elenco majoritariamente amador o curta foi premiado no Festival de Cannes 2009, assim como no festival de Londrina  Juri oficial e Juri Popular. No ano de 2010 a Fundação Cultural Cabras de Lampião grava o documentário XAXADO – A DANÇA DE CABRA MACHO; já em 2011 Wagner Miranda e Marcos Carvalho dirigem NAS QUADRADAS DAS ÁGUAS PERDIDAS, ano passado foi realizado um documentário para o Museu do Homem do Nordeste em Varzinha, também zona Rural do município; em novembro é filmado nas imediações da UAST/UFRPE - BICHO DE 7LETRAS dentro do Projeto de formação em áudio visual Cinema no Interior da MontSerrat Filmes.
Neste ano (2014), houve um curso sobre Cinema Pernambucano com cineastas renomados de Recife, Brasília e São Paulo na AESET com apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, além do curta UM HOMEM SEM SORTE que pode ser acessado pelo endereço eletrônico: http://www.youtube.com/watch?v=o7YndEEcPJ8; está para ser realizado o documentário LUANDA EM PRETO E BRANCO, e o Curta PAPO AMARELO, haverá ainda mais uma edição do Projeto Cinema no Interior, mais recente recebemos uma oficina de cinema de animação pelo Cine SESI Cultural que também fez 3 dias de exibições em praça publica, de 1 a 5 de setembro aconteceu o Curso Realizando em 1 Minuto com a cineasta Alice Gouveia e sua equipe, na Sala Multimídia do Museu do Cangaço; vale salientar que esses projetos tem cada vez mais usado mão de obra local seja na produção de arte, nas câmeras ou em cena. Como sempre Serra Talhada faz jus ao titulo de seleiro de bons artistas em todas as modalidades da arte.

Fonte para os dados preliminares serratalhada.net

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

COLEGIO CÔNEGO TORRES PREPARA FESTA DE 60 ANOS


 A direção do Colégio Municipal Cônego Torres está preparando o evento que celebra o aniversário de 60 anos do primeiro ginásio municipal de ensino da Capital do Xaxado.
A escola, construída em 1954, no governo do então prefeito Moacir Godoy, marcou a consolidação de Serra Talhada como polo de desenvolvimento de toda região.
Durante décadas o Colégio se destacou pela qualidade do ensino, recebendo em 1960 o apelido de “universidade do sertão”, numa referência a excelência do seu ensino.
Diversas figuras importantes da cidade passaram pelos “bancos” do sexagenário colégio, que se orgulham em exibir o título de ex-alunos.
CÔNEGO 2
Atualmente o Colégio volta a ocupar lugar de destaque na educação do município. Hoje como escola em tempo integral. Que se destaca pelo desempenho dos seus alunos nos índices do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) onde, nesta última edição superou as metas estipuladas para 2021.
Impulsionados por este resultados, a direção da escola começa a preparar a festa de aniversário que acontecerá no dia 11 de outubro, o evento terá início às 7 horas com um encontro dos ex-alunos, entre eles o grupo de “Amigos de Serra Talhada” radicado na capital pernambucana, na Concha Acústica em frente a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, marco zero de Serra Talhada e um dos atrativos turisticos.
Às 8h haverá desfile com pelotões organizados por décadas, saindo da Concha até o Colégio, onde às 9:30 haverá uma Missa em Ação de Graças no auditório do mesmo. Às10:30 haverá um Coffe Break e em seguida visita as dependências do Colégio, “uma viagem ao passado. A hora da nostalgia”, frisa a diretora Marta Núbia.
O ponto alto das comemorações vai acontecer a noite, a partir das 22 horas, de acordo com informações da diretora adjunta, Gorete Sá, é o “Baile da Recordação” que acontecerá na Quadra Poliesportiva Egídio Torres de Carvalho e vai ser animado bela orquestra Edição Extra.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

CABRAS DE LAMPIÃO - NAS VEREDAS DO SERTÃO


Após uma pausa por conta da Festa da Padroeira de Serra Talhada, na qual se apresentou no dia 05 junto com o grupo musical Expresso Pau de Arara, o GRUPO DE XAXADO CABRAS DE LAMPIÃO arruma mais uma vez o matulão e arrocha as alpercatas pra entrar nas caatingas e dançar Xaxado nos distritos e povoados da terra de Lampião e Capital dessa dança marcante e tão singela. “E não vamos apenas dançar Xaxado, vamos também ministrar oficinas de Xaxado,  Frevo, ciranda e outras danças de alto quilate da cultura popular, além de apresentar o espetáculo Mistura Pernambucana”, comemora Karl Marx, ator e dançarino do grupo.
A Iniciativa tem parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e a Secretaria Municipal de Educação.
O Projeto vai percorrer oito comunidades da zona rural, tendo como público alvo estudantes, trabalhadores rurais, donas de casa, pessoas que não vem costumeiramente à sede do município. “Faz vinte anos que estamos construindo essa história, e é muito bom nos apresentarmos nos grandes palcos, em festivais internacionais", explica a diretora e coreógrafa Cleonice Maria, “mas bacana mesmo é levarmos nosso espetáculo para as comunidades que pertencemos e nos inspira”, esclarece entusiasmada.
 
PROGRAMAÇÃO
 
09 às 12 hs. e 13 às 16h.
Oficina de Xaxado, Frevo e Coco
        
17: hs.
Mostra de Resultado das oficinas
Espetáculo Mistura Pernambucana
Palestra sobre CULTURA
Grupo de Xaxado Cabras de Lampião
 
LOCALIDADES:

Agosto
Dia 23 – Serrinha
Dia 27 - Água Branca
Setembro
Dia 12 Bernardo Vieira
Dia 16 - Santa Rita
Dia 17 - Varzinha
Dia 23 - Logradouro
Dia 24 – Caiçarinha da Penha
Outubro

Dia 14 – Tauapiranga

terça-feira, 9 de setembro de 2014

TEM MESTRE SALÚ NO QUINTAL DO MUSEU

Coordenado por Imaculada Salustiano, filha do Mestre Salú, o Grupo de Dança Geração Salú apresenta o espetáculo TRUPECADA. Uma experiência inovadora com inspiração nas danças, ritmos e movimentos das danças populares e folclóricas de Pernambuco. 

No QUINTAL DO MUSEU, no Museu do Cangaço.

Sábado, dia 13 
de setembro.

Às 20 horas.    
ENTRADA GRATUITA.

Produção Casa da Rabeca 

BIBLIOTECA MUNICIPAL SE RENOVA PARA ATENDER MELHOR AOS LEITORES



A BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL de Serra Talhada, que  passou a ser administrada pela Secretaria de Cultura e Turismo, buscando atender ao usuário na sua necessidade de conhecimento e informações,  informa que eles já podem adquirir sua carteirinha do leitor, gratuitamente, para ter a acesso a levar livros de todas as áreas do conhecimento para suas casas.
Recentemente a Biblioteca fez uma pesquisa entre os frequentadores procurando saber quais outros livros seriam interessantes ter no acervo, o resultado foi uma lista de livros de inglês, economia, engenharia e história, que será adquirido com urgência para atender aos alunos e assíduos leitores que procuram naquele espaço conhecimento e lazer.
Também será informatizado todo sistema, com tombamento dos livros, cadastro dos alunos, freqüência, datas de saída e devolução de cada exemplar, “enfim, vamos ter uma biblioteca moderna", comemora a Diretora Glaucimar, “pois os alunos que vêm aqui merecem agilidade no atendimento e na busca do saber”, justifica.
Informamos ainda que está disponível internet para quem levar seu notebook, bem como jornal, sala de estudo em grupos, setor infantil e juvenil, onde as escolas podem utilizar o ambiente com visitas programadas para oficinas de leitura.
Toda equipe da Biblioteca está de parabéns pelo carinho e atenção dada a cada frequentador e pelo zelo manifestado pelo espaço que se renova para melhor atender a população e os visitantes, em breve haverá atividades lúdicas que envolvam os leitores e leve mais pessoas a conhecer o trabalho desenvolvido pelos profissionais que ora zelam esse importante equipamento cultural do município.
A BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL está instalada no edifício anexo da Câmara dos Vereadores e funciona nos horários de 7 às 22h.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

POESIA DE LUTO - MORRE JOÃO PARAIBANO


POESIA DE LUTO - Morreu na madrugada de hoje, no Hospital Alpha, no Recife, o poeta João Pereira da Luz, o João Paraibano, um dos mais talentosos da atual safra de repentistas do Sertão do Pajeú. Ele estava internado há mais de 20 dias em função de um acidente em Afogados da Ingazeira, onde morava.
Na pancada, provocada por uma moto, teve um coágulo na cabeça e pegou uma infecção causada por uma bactéria. Paraibano de Princesa Isabel, mas radicado em Pernambuco, João tinha 62 anos.
O poeta foi atropelado na Rua Diomedes Gomes, em Afogados da Ingazeira. Segundo a polícia, a moto, conduzida pelo mototaxista Daniel Silva, atingiu o poeta quando atravessava a rua.
 
João Paraibano foi socorrido ao Hospital Regional Emília Câmara e no dia seguinte fez exames na Casa de Saúde Dr José Evóide de Moura. Os resultados apontaram a necessidade de transferência para Recife. João foi levado para o Hospital da Restauração para mais exames, onde foi identificado um coágulo. 



segunda-feira, 1 de setembro de 2014

DOROTEA NOGUEIRA: DA TRAGICA DOENÇA SURGE UMA CÔMICA E COMPROMETIDA ARTISTA

=>Dorotea Nogueira, nascida a 07 de julho de 1959, filha do saudoso maestro Nogueira e de Dona Aristanea Moraes dos Santos, mulher guerreira e grande mestra na arte culinária em Serra Talhada que foi destaque com seus deliciosos quitutes enquanto vida teve, a filha herda esse dom. “Nasci aqui mesmo em Serra Talhada na fazenda Várzea como era chamada antigamente, hoje bairro AABB, mas pra mim continua sendo a minha várzea, onde vivi e vivo hoje, sempre recordando as coisas boas e os bons ensinamentos deixados por Papai e Mamãe”; destaca Dorotea, que se orgulha da herança tão rica deixada por eles que é a responsabilidade e o caráter adjetivos primordiais na vivencia do ser humano.

Ela sempre foi envolvida com as manifestações populares, adora carnaval, São João e tudo que se relaciona com a história e a cultura. “Teatro sempre foi minha paixão, sentia vontade de participar de peças teatrais mais faltava coragem de me envolver nesse meio, só em 2013 que criei coragem e pedi a Cleonice e a Domá para participar do Massacre de Angico e eles abriram as portas pra mim com todo carinho”; diz satisfeita. Ela confessa que chegou aonde queria, já participou de varias oficinas fez grandes amizades; “me envolvi com grandes talentos da nossa cidade, que me incentivam a cada dia que passa, pessoas como Gildo Alves e Carlos Silva, participei do curta metragem recebendo troféu destaque de nossa cidade e melhor atriz coadjuvante, me orgulho de tudo isto que está acontecendo em minha vida”.
Ela ressalta que devemos correr atrás daquilo que gostamos de fazer, pois a realização de sonhos depende apenas de cada um de nós e acredita muito neste dizer: ‘querer é poder’, “se eu quero, eu posso, eu faço, eu realizo, sou guerreira, graças a Deus sou mulher forte e enfrento problemas difíceis, sempre coloquei o pensamento positivo naquilo que faço e só tenho bons resultados, façam sempre isso que tudo dará certo em sua vida.
Recebeu em novembro do ano passado uma moção de aplausos pela ação que desenvolve no combate ao câncer de mama. Após ter sido diagnostica com câncer de mama e submeter-se a mais de cinco anos de tratamento, Dorotea Nogueira tornou-se voluntária no combate a doença e tem participado de muitos eventos de prevenção e aconselhamentos sobre esse mal que afeta muitas mulheres. Ao saber que estava curada passou a ajudar a outras mulheres que sofriam com a doença, desenvolvendo também a conscientização acerca da prevenção e da cura do câncer.

Pela sua desenvoltura e criatividade, ficou conhecida em toda a região através dos meios de comunicação e sem nenhuma timidez foi atrás de parceiros para trazer a Serra Talhada mecanismos que ajudassem na sua campanha, durante os eventos relativos ao outubro rosa realizado em Recife, conseguiu um apoio importante do instituto AVON que veio a nossa cidade a pedido da nossa guerreira, para realizar cerca de quatrocentas mamografias.
Hoje, através da luta dessa hoje artista, o outubro rosa passou a ser uma marca registrada nas mobilizações de cidadania dos serra-talhadenses, e através das novas parcerias tem levado a sua mensagem para cada mulher, fortalecendo uma luta tão nobre e bela, demonstrando que com força de vontade é possível vencer obstáculos e ajudar as pessoas.

Mulher comprometida com causas sociais, não só relacionada ao câncer, mas sempre disposta a fazer o bem exemplo de bravura e solidariedade, possui uma alegria impar, contagia os que a rodeiam.
por Carlos Silva