Vídeos

Loading...

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

PROJETO LEVA CULTURA, DIVERSÃO E ARTE À ZONA RURAL DE SERRA TALHADA

 
A Fundação Cultural Cabras de Lampião com a Secretaria de Cultura e Turismo e a Secretaria de Educação, está levando um balaio de atrações culturais às comunidades rurais de Serra Talhada, possibilitando o acesso das camadas mais distantes do município e aos estudantes participarem de oficinas formativas em danças populares e apreciar espetáculos com o melhor da cultura nordestina, gerando trabalho e renda para uma gama de artistas serra-talhadenses e mostrando ao publico a força transformadora da arte na construção cidadã. Falo do Projeto Nas Veredas do Sertão que consta de um dia de oficinas com professores de Xaxado, Ciranda e Frevo para alunos da Escola local e no fim da tarde e/ou noite, apresentações dos Espetáculos: Mistura Pernambucana e o Grupo de Xaxado Cabras de Lampião; o primeiro financiado pela Secretaria Municipal de Educação e o segundo pelo Funcultura.
O ponto alto dessa iniciativa fica por conta do público que se encanta a cada performance apresentada pelos dançarinos, músicos, atores... Que no salão da escola ou na praça da localidade, monta uma pequena estrutura de som, luz, cadeiras e espaço que chamam de cênico e faz a magia acontecer; os figurinos coloridos, os ritmos, as musicas tocadas e cantadas e uma energia positiva conduzem a platéia numa viagem ao passado e reza que no presente temos que manter viva essas manifestações artísticas e culturais, tão nossas, que são: o Frevo, o Caboclinho, o Xaxado, a Ciranda, o Coco, o Teatro (destaque para o trabalho de improvisação que o ator Gildo Alves têm feito entre uma dança e outra).
Temos sede e fome de cultura, é o que percebemos nas pessoas ao chegarmos ao distrito e é por isso que não canso de dizer que quem acha ser loucura investir em cultura, é porque não sabe o preço da ignorância”; sentencia o secretario de cultura Anildomá Willans, e acrescenta: “iniciativas como esta precisam ser ampliadas e multiplicadas, percebam que com poucos recursos é possível fazer muito quando realmente se quer”. Finaliza.
As localidades já visitadas foram Serrinha, Água Branca, Santa Rita, Varzinha, Logradouro e Caiçarinha da Penha e ainda vai chegar em Bernardo Vieira e Tauapiranga; “é uma maratona, mas fazemos com prazer e alegria pois, nossa função é essa, oportunizar as pessoas acesso aos bens culturais e manter viva nossa história e nossas manifestações artísticas, afinal, um povo sem cultura é um povo sem história”; afirma Cleonice Maria e ressalta ainda: “em Serrinha houve muita emoção, e vieram a tona lembranças por parte de alguns moradores que deram depoimentos emocionados ao ouvirem as musicas que são executadas durante o espetáculo, que falam do povoado de São Francisco, de Vila Bela (hoje Serra Talhada) de Nazaré, que citam pessoas que povoaram essa região, nós descendemos dessas figuras”. Analisa.
A passagem do projeto por Varzinha revelou o potencial dos alunos e sua capacidade de aprendizado nas oficinas de Danças, foi surpreendente vê que em apenas 5 horas de aulas o resultado mostrado surpreendeu a comunidade, deixando claro, a carência que se tem de iniciativas que levem a arte para dentro das escolas como uma alternativa de formação, numa perspectiva de que pela arte também se aprende outras disciplinas. Em Santa Rita a escola esteve aberta o dia todo, a aula foi diferente, coletiva, e desenvolvida com absoluto interesse, tanto pelos docentes quando pelos discentes, numa comunhão de esforços para que o alunado e a comunidade se apoderassem do evento e o fizesse pra valer, foi extraordinária a participação. “Esse tipo de ação precisa acontecer mais vezes, estamos de portas abertas sempre que precisarem”; disse Alcione Maria gestora da Escola Enock Ignácio. “Ficamos maravilhados e nossos alunos estão contentes com a oportunidade de aprender Xaxado e assistir a tão belas apresentações”; Finaliza ela, perguntando quando a trupe artista volta a sua comunidade.

Nenhum comentário: