Vídeos

Loading...

segunda-feira, 30 de março de 2015

KARL MARX: UM POETA POPULAR COM NOME DE FILOSOFO

Nascido no dia 21 de janeiro de 1990, em Serra Talhada-PE. É ator e dançarino, produtor cultural, poeta; desde 2003 interpreta o papel de LAMPIÃO no espetáculo de Danças e Teatro do GRUPO DE XAXADO CABRAS DE LAMPIÃO, participa ativamente de cursos e oficinas de formação artísticas. Interpretou o recital/monólogo SE CRISTO VOLTASSE AGORA, da obra de Crispiniano Neto e trabalha na produção de eventos da FUNDAÇÃO CULTURAL CABRAS DE LAMPIÃO.
            “O Brasil está descobrindo o legado cultural de Lampião, e nós, enquanto entidade cultural estamos na vanguarda e no encalço da história”, diz. A FCCL fundada em 1995 e idealizada por seu pai, Anildomá Willams de Souza - pesquisador, escritor do cangaço e ‘marxista por convicção’ e por sua mãe, Cleonice Maria, pesquisadora da cultura regional e professora de danças populares, além do pesquisador Gilvan Santos, entre outros.

Karl Marx sempre participou de atividades culturais, já que a cultura e a arte estavam presentes na sua casa. Começou logo cedo a dançar e fazer teatro. No grupo Cabras de Lampião aprimorou a sua técnica, já que todos os integrantes participam de oficinas de interpretação, expressão corporal e danças populares; “claro que o nosso espetáculo é original, de raiz, mas não podemos perder de vista a valorização técnica, estética e artística”. Afirma e acrescenta: “Nasci, fui criança e adolescente ouvindo histórias de antigos cangaceiros e de volantes, me envolvi naquelas aventuras de Lampião, na sua coragem em desafiar os coronéis e fazendeiros, fazendo poesias, dançando Xaxado, tocando sanfona e violão e, mesmo com pouco estudo e nenhuma noção ideológica, dizendo que ‘homem nenhum nasceu pra ser pisado’; diz.
A valorização das atividades da FCCL analisa Karl Marx é fruto do papel histórico do próprio cangaço. Nenhum outro movimento no Brasil teve a força cultural desse período na história. “Temos roupa e indumentária próprias, dança e música, gastronomia, linguagem, expressões, o ambiente é original, e por aí vai”.
          Ele é um defensor nato da cultura popular e totalmente contra a cultura que aliena e que não diz coisa com coisa, que explora a mulher, a vulgaridade, as deficiências e são altamente prejudiciais ao povo brasileiro.
           “É necessário agir, é urgente a criação de políticas públicas para cultura no município, no Estado, é preciso começar a debater nas salas de aula, nos grupos de jovens, nos sindicatos, nas associações de amigos, nos assentamentos dos trabalhadores sem-terra, a cultura deve está em todo lugar, o tempo todo. Costumamos dizer por aí que a cultura jamais morre porque é povo. Ela renasce a cada ação e atitude do homem”; e finaliza: “considero fundamental o papel da cultura popular para fortalecer o conhecimento da história e a transformação da sociedade. O nosso trabalho é fazer uma análise crítica do presente tendo o passado como referência, além de trabalhar com a identidade cultural como barreira de defesa contra o imediatismo que o imperialismo utiliza para impor uma ‘cultura’ de vulgaridades”.

                O jovem multi-artista Karl Marx acaba de completar 25 ‘janeiros’, tendo nascido em meio a militância das manifestações artísticas culturais, exerce seu papel com prazer e uma satisfação impar, a julgar pelas falas acima o leitor percebe o estudo, a pesquisa e o conhecimento de causa por parte dele, em se tratando não só de cultura popular mas, no que diz respeito a cultura criativa e sustentabilidade. É o protagonista do espetáculo de teatro ao ar livre O Massacre de Angico – A Morte de Lampião, que chega ao 4º ano consecutivo em julho; acaba de interpretar ‘Virgolino Ferreira’ no filme Papo Amarelo e ensaia a peça Lampião e Maria Bonita – O Ultimo Café, com direção de Izaltino Caetano.    



domingo, 29 de março de 2015

SALGUEIRO: ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O 7º FESTIVAL DE SANFONA


Até o dia 7 de abril, a Secretaria de Cultura e Esportes de Salgueiro estará recebendo inscrições para a 7ª edição do Festival da Sanfona. O objetivo é promover talentos relacionados à execução instrumental da sanfona.
As inscrições são gratuitas e qualquer artista, independente do local onde reside, pode participar com três músicas, sendo duas nos gêneros forró, baião, xote, xaxado ou quadrilha e a terceira de gênero livre.
O sanfoneiro deve gravar a própria interpretação em um CD que será enviado em um envelope junto à ficha de inscrição, a cópias do CPF e RG, a uma biografia e aos títulos das músicas com seus respectivos compositores, pessoalmente ou pelos Correios para a Secretaria de Cultura e Esportes.
No ato do preenchimento do formulário de participação, o concorrente deve escolher entre as categorias ‘Sanfona de 8 Baixos’, ‘Infanto-juvenil’ ou ‘sanfona livre’.
No dia 14 de abril de 2015 (terça-feira) será divulgada a relação dos 24 concorrentes selecionados. Os nomes dos suplentes não serão divulgados, pois serão utilizados apenas em caso de desistência, ou quaisquer outros motivos que levem a organização do 7° Festival da Sanfona a decidir pelo afastamento de quaisquer dos concorrentes selecionados.
Os três primeiros vencedores na categoria ‘Sanfona Livre’ receberão os valores de R$ 3.000,00; R$ 2.000,00 e R$ 1.000,00. O campeão, nas categorias ‘8 Baixos’ e ‘Infanto-Juvenil’, serão premiados com R$ 3.000,00 e 1.500,00.
Para o secretário de Cultura e Esportes, Bruno Feitosa, o Festival da Sanfona tem um papel de resgate, fortalecimento e estímulo da prática da sanfona em Salgueiro e região. “Salgueiro faz questão de ser essa referência na sanfona, que é um instrumento típico e característico do nosso Nordeste. Temos grandes exemplos como Luís Gonzaga e Dominguinhos e é uma forma da gente resgatar essas memórias”, explica o secretário.

ENDEREÇO PARA ENTREGA DO MATERIAL, PESSOALMENTE OU POR SEDEX:
7º Festival da Sanfona do Sertão
Secretaria de Cultura e Esportes
Rua Maria Nogueira Sampaio, 233
Nossa Senhora das Graças – CEP 56000-000 – Salgueiro – PE
(87) 3871 7070 (Ramais 251/255)
Horário de atendimento: 8h às 12h


sábado, 28 de março de 2015

FLIST / FEIRA LITERÁRIA DE SERRA TALHADA COMEÇA A TOMAR FORMA.

Escritores confirmados pra FLIST / FEIRA LITERÁRIA DE SERRA TALHADA: Raimundo Carrero, Ésio Rafael, Paulo Moura, Adriano Marcena, Miguel Leonardo, Wellington de Melo, Antônio Nunes, Dierson Ribeiro, Paulo César Gomes, Lenivaldo Aragão, Alessandro Palmeira, Alberto Rodrigues, Gean Farias, Zenóbia Melo, Antônio Neto, Tarcisio Rodrigues, José Amaurílio de Sousa, Dedé Monteiro, Henrique Brandão, Gonga Monteiro, George Alves, André Santos, Dimas Feitosa, Genildo Almeida, Alexandre Morais e o Movimento Mariposa Cartonera.
Atrações artísticas: As Severinas, Mesa de Glosa, Filhos do Sol, Balé Popular de Afogados da Ingazeira, Orquestra Sanfônica Zédantas, Côco Trupé de Arcoverde, atrações circense, Oficina Literária, Contação de História e muita coisa mais.






Realização:

Prefeitura Municipal de Serra Talhada / Secretaria de Cultura e Turismo

Fundação Cultural Cabras de Lampião
Academia Serra-talhadense de Letras.

FLIST/FEIRA  LITERÁRIA DE SERRA TALHADA

Dias: 06, 07, 08 e 09 de maio de 2015.
Local: Estação do Forró.
Entrada Gratuita.


Mais informações: (87) 3831 3860 e (87) 9918 5533 (Anildomá)

sexta-feira, 27 de março de 2015

SEMANA SANTA COM ENCENAÇÃO DOS ÚLTIMOS MOMENTOS DA VIDA DE CRISTO



paixão
O Bairro Bom Jesus em Serra Talhada já começa a preparar a sua “Via Sacra do Bom Jesus”, a Paixão de Cristo de Serra Talhada que será apresentada nos dias 02 e 03 de abril, quinta e sexta-feira Santa na Praça da Rua 4; a direção esse ano está a cargo de Izaltino Caetano renomado diretor teatral de pernambucano, tendo na Assistência de Direção e Produção o ator, diretor e produtor cultural Sebastião Costa, que promete um belo espetáculo ao publico que se fizer presentes nesse dias; "estamos trabalhando com empenho e pensando na mobilidade e acertos das cenas em palcos onde a plateia possa vê a encenação de maneira contemplativa, pois a Via-Sacra têm em si esse sentimento, de reflexão". afirma ele
O elenco com mais de 60 pessoas, entre atores e figurantes e equipe técnica, a “Via Sacra do Bom Jesus”, já se tornou atração turística do município, e promete este ano, mais uma vez surpreender os espectadores, principalmente pela luz e mudanças nos locais de algumas cenas. O espetáculo mostra os últimos momentos de Jesus Cristo, recriando quadro a quadro momentos do caminho doloroso que fez desde sua até a morte na cruz; acrecidos de cenas como o Sermão da Montanha e os Milagres.
Realizada pela Paróquia do Bom Jesus, através do EJC (Encontro de Jovens com Cristo) com apoio da Prefeitura Municipal, através das Secretárias de Cultura e Turismo e de Desenvolvimento Social e Igualdade Racial. O espetáculo acontece a céu aberto, atraindo milhares de pessoas.

quarta-feira, 25 de março de 2015

SEXTA DA VIOLA NO QUINTAL DO MUSEU


Neste dia 27 de março acontece mais uma edição do ‘SEXTA DA VIOLA’ no Quintal do Museu do Cangaço como os Poetas Cantadores Jonas Andrade e Chico Xavier, que com maestria e rimas vão alegrar o publico e tecer versos sobre diversos temas, entre eles os anos do Grupo de Xaxado Cabras de Lampião e o dia Internacional do Teatro que é comemorado neste mesmo dia.
“Está tudo preparado, foi um sucesso em fevereiro de publico, versos e rimas, assim não tenho duvida que novamente será uma grande noite da arte e da poesia”. Afirma Damião Enésio um dos organizadores da empreitada que conta com a parceria da Fundação Cultural Cabras de Lampião e o apoio da Secretaria de Cultura e Turismo da Capital do Xaxado e dos Amigos da Viola.   
O evento terá inicio às 20 horas. Com entrada gratuita e nenhuma classificação indicativa, ou seja: é livre para todas as idades, classes e cultos, anunciamos ainda que o Museu do Cangaço estará aberto nesta noite para visitação contando a história do cangaço e Lampião.


* SERVIÇO: 

Sexta da Viola
dia 27/02/2015 às 20h
Quintal do Museu do Cangaço (estação)
Entrada Franca


TEVE INICIO COM GRANDE ÊXITO AS AULAS DAS OFICINAS DE FORMAÇÃO ARTÍSTICA DO MOVIMENTO CULTURA VIVA


 A Secretaria de Cultura e Turismo está movimentação a população em geral, com os Cursos de FORMAÇÃO ARTISTICA do MOVIMENTO CULTURA VIVA no Município, são diversas oficinas em locais, dias e horários diferentes é só você escolher e se preparar para receber gratuitamente conhecimento artístico de qualidade com artistas/facilitadores de nossa cidade.

Na Escola de Artes com inscrições encerradas está funcionando os Cursos de Desenho e Pintura em tela; no Espaço do Centro Dramático a Oficina de Canto/Coral nas Terças e Quintas tarde e noite, nesse ainda há vagas; na Estação estão acontecendo as Aulas de Percussão também as às terças e quintas pela manhã e a tarde e no Sábado das 8 às 11horas Curso de Artesanato em Pedra como  Cida Souza, com pouca matéria prima você confecciona diversas peças artesanais de grande valor para a cultura local; nesse ainda há vagas é só procurar o Museu do Cangaço e fazer sua inscrição para adquirir formação artística de forma gratuita.
A prefeitura de Serra Talhada através da Secretaria de Cultura e Turismo tem como foto a formação de agentes culturais e artistas, movimentando nossas manifestações artísticas e ocupando o publico de todas as idades com essa iniciativa. “estamos empenhados em desenvolver um trabalho de formação consciente e cidadã, pois a arte e suas variantes têm esse viés: formar e informar, transformando a realidade dos bairros da Capital do Xaxado”; diz o Secretario Anildoma.
Para Aluízio Fernã perceber o entusiasmo dos alunos, descobrir talentos e poder contribuir no crescimento disso é o grande diferencial dessa ação cultural; “fico besta com a vontade dos adolescentes e jovens diante do papel e do lápis ou da tela em branco, perceber o traço, a técnica e as obras criadas por eles é um estimulo para continuar aplicando meus conhecimentos e essa ação da SECULT/ST é super louvável, pois estimula e desperta novos talentos.       



















segunda-feira, 23 de março de 2015

AMUPE REALIZA 2° CONGRESSO DE MUNICÍPIOS NO CENTRO DE CONVENÇÕES EM OLINDA

 Encontro acontece a partir de hoje (23) e segue até o dia 25; A Capital do Xaxado está presente através da Secretaria de Cultura e Turismo.
 A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) vai reunir os prefeitos de todo o estado para o 2° Congresso Pernambucano de Municípios. O encontro vai acontecera partir de (23) e segue até a quarta-feira (25), no Centro de Convenções, em Olinda. A abertura do evento será feita pelo governador Paulo Câmara (PSB), o ministro das Relações Institucionais, Pepe Vargas, e o presidente da associação, prefeito de Afogados da Ingazeira José Patriota (PSB). 
Durante os três dias, algumas palestras fazem parte da programação do Congresso. Nomes como o do presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski; do deputado federal Tadeu Alencar (PSB) e do secretário estadual de Planejamento e Gestão, Danilo Cabral (PSB) integram a lista dos palestrantes. 
O cenário econômico nacional, o pacto federativo, o financiamento da educação municipal e a transferência dos ativos de iluminação pública para os municípios estão entre os temas que serão abordados no encontro. Além das palestras, em paralelo também serão promovidas oficinas educativas e a feira com estandes dos municípios e de instituições e empresas que oferecem serviços às gestões públicas.
O Concurso de Práticas Inovadoras da Gestão Municipal promete movimentar a programação, de acordo com os organizadores. Foram selecionados dez projetos de mais de setenta inscritos pelos municípios. O público confere as apresentações dos selecionados na terça-feira (24) e podem votar na sua prática favorita. Serão premiados os três primeiros colocados, sendo um deles o escolhido do público, os outros dois pela comissão julgadora.
Serra Talhada se faz presente neste importante evento que serve para ‘vendar’ as práticas inovadoras dos municípios e também mostra seu potencial turístico e sua cultura, o Secretario de Cultura e Turismo da Capital do Xaxado está presente pelo segundo ano com sua comitiva, representando Serra Talhada e todo o seu potencial, através de material publicitário e amostra de nossos atrativos turísticos.  


quarta-feira, 18 de março de 2015

MENSAGEM DO DIA MUNDIAL DO TEATRO 2015

O DIA MUNDIAL DO TEATRO é comemorado em 27 de março, é uma das mais importantes manifestações artísticas, por isto a difusão da Mensagem Internacional, escrita tradicionalmente por uma personalidade de dimensão mundial, convidada  pelo Instituto Internacional do Teatro para partilhar as suas reflexões  sobre temas do Teatro e da Paz entre os povos. Esta mensagem é traduzida  em mais de vinte línguas e lida perante milhares de espectadores antes do espetáculo da noite nos teatros do mundo.
Autor da mensagem em 2015 Krzysztof Warlikowski
A primeira mensagem foi  escrita por Jean Cocteau (França), em 1962; em 2009, pelo  dramaturgo brasileiro Augusto Boal (que veio a falecer logo a seguir, em 02-05-2009); em 2010 por Dame Judi Dench (Inglaterra); em 2011 pela africana Jessica Atwooki Kaahwa; em 2012 pelo norte americano  John Malkovich, em 2013 pelo italiano Dario Fo e em 2014, pelo sul-africano Brett Bailey.  
  
O autor da Mensagem de Dia Mundial do Teatro 2015 é o diretor polonês Krzysztof Warlikowski!

Os verdadeiros mestres do teatro são mais facilmente encontrados longe do palco. E eles geralmente não têm interesse em teatro como uma máquina para replicar convenções e reproduzindo clichês. Eles procuram a fonte pulsante, as correntes de vida que tendem a ignorar salas de espetáculos e da multidão de pessoas que se inclinou sobre a cópia de um mundo ou de outro. Nós cópia em vez de criar mundos que são focados ou mesmo dependentes de debate com o público, sobre as emoções que incham abaixo da superfície. E, na verdade, não há nada que possa revelar paixões escondidas melhor do que o teatro.
Na maioria das vezes eu ligo para a prosa para orientação. Dia após dia eu me pego pensando sobre escritores que quase cem anos atrás descritas profeticamente, mas também restrainedly o declínio dos deuses europeus, o crepúsculo que mergulhou a nossa civilização em uma escuridão que ainda tem de ser iluminada. Estou a pensar em Franz Kafka, Thomas Mann e Marcel Proust. Hoje eu também contaria John Maxwell Coetzee entre esse grupo de profetas.
Seu senso comum do fim inevitável do mundo, não do planeta, mas do modelo de relações humanos de ordem social e revolta, é pungente atual para nós aqui e agora. Para nós que vivemos após o fim do mundo. Quem vive em face de crimes e conflitos que chama diariamente em novos lugares mais rápido até do que a mídia onipresente pode manter-se. Estes incêndios crescer rapidamente chato e desaparecem a partir dos relatos da imprensa, para nunca mais voltar. E nos sentimos desamparados, horrorizado e cercado. Nós não somos mais capazes de construir torres, e os muros que construímos teimosamente não protegem-nos de qualquer coisa, pelo contrário, eles próprios exigem proteção e cuidado que consome uma grande parte da nossa vida energia. Nós já não temos a força para tentar vislumbrar o que está além do portão, atrás da parede. E é exatamente por isso que o teatro deveria existir e onde ele deve procurar a sua força. 
Para espiar dentro procura é proibido.
"A lenda procura explicar o que não pode ser explicado. Porque se baseia na verdade, deve terminar no inexplicável "-isto é como Kafka descreveu a transformação da lenda de Prometeu. Eu sinto fortemente que as mesmas palavras devem descrever o teatro. E é esse tipo de teatro, um que fundamentada na verdade e que encontra o seu fim no inexplicável que eu desejo para todos os seus trabalhadores, aqueles no palco e aqueles na platéia, e eu desejo que, com todo o meu coração.
Krzysztof Warlikowski
Tradução: Philip Boehm 
Apoiado por Theatre Communications Group e do Centro de US ITI


terça-feira, 17 de março de 2015

CAMINHOS DA FORÇA VOLANTE - NAS PEGADAS DE LAMPIÃO‏

CAMINHOS DA FORÇA VOLANTE - NAS PEGADAS DE LAMPIÃO - A Vila de Nazaré, localidade que foi criada a VOLANTE DOS NAZARENOS, principais arqui-inimigos de Lampião, prepara-se para realizar um grande evento em memória as façanhas dos seus antepassados na luta contra o cangaço e Lampião. A I CAVALGADA DE NAZARÉ DO PICO é, sem a mínima dúvida, mais uma investida no fortalecimento de nossa identidade cultural.
 CONVITE

A comunidade de Nazaré do Pico e a Associação Tenente João Gomes de Lira, tem a honra e a alegria de convidar todos os amantes das cavalgadas e apaixonados pelo cangaço, para a PRIMEIRA CAVALGADA

“CAMINHOS DA FORÇA VOLANTE: NO RASTRO DE LAMPIÃO”,
que será realizada em
02 de maio de 2015, no distrito de Nazaré do Pico/Floresta – PE.
 
PROGRAMAÇÃO

Data: 02 de maio de 2015
Local: Nazaré do Pico/Floresta – PE
6:00 às 7:30 – Concentração e café da manhã (Praça de Nazaré);
;
7:30 às 8:00 – Bênção e entrega da Bandeira de Nazaré e da Bandeira da cavalgada(em frente à Igreja de Nossa Senhora da Saúde);
8:10 – Saída para os Caminhos da Força Volante: No Rastro de Lampião;
10:00 – Fazenda Jenipapo - Parada para descanso e apresentação de grupos culturais;
10:40 Segue percorrendo os caminhos até a Serra do Pico;
11:30 às 12:00 – Chegada da comitiva ao pé da Serra do Pico
almoço;
14:00 – Retorno a Nazaré do Pico;
15:30 – Tempo Livre;
16:00 às 19:00 – Lançamento dos livros dos escritores José Alves, Manoel Alves e Benedito Vasconcelos;
19:30 - Será servido o Jantar;
20:30 – Celebração de uma missa em memória ao Coronel Manoel Neto;
21:30 – Inauguração do Busto do Coronel Manuel Neto;
22:30 – Festa na Praça, com apresentações de grupos culturais e bandas de forró pé de serra.

PERCURSO DA CAVALGADA

1.                  Vila de Nazaré;
2.                  Lagoa de baixo (casa de João Flor);
3.                  Fazenda Jenipapo (casa de Gomes Jurubeba);
4.                  Enforcado (local da batalha com Lampião);
5.                  Serra do Pico.
    
INSCRIÇÕES
Taxa de inscrição: R$ 25,00 por pessoa; o que dará direito a café da manhã, almoço e jantar.

As inscrições deveram ser feitas até o dia 20 de abril de 2015, por e-mail, no endereço:
No ato de inscrição precisa especificar:
Nome, RG, idade, se levará seu cavalo, eventuais exigências e especificar, e-mail, telefone para contato.
Os participantes que não levarem seus cavalos, deveram alugar seu cavalo no local da cavalgada.

Associação Tenente João Gomes de Lira
NAZARÉ DO PICO/FLORESTA - PE

quinta-feira, 12 de março de 2015

CLEONICE MARIA SUA ALMA É XAXADO SEU CORPO RESPIRA CULTURA POPULAR

 
Cleonice Maria Souza uma sertaneja de Serra Talhada, terra de Lampião e Capital do Xaxado, nascida no Alto do Urubu no dia 12 de março.  Desde pequena prestava atenção aos irmãos que dançavam em casa o Xaxado repassado pelas gerações da família. Ao mesmo tempo ouvia as histórias do Cangaço, Lampião, Maria Bonita, Corisco, volantes e tudo mais. Um dia, a menina Cleonice surpreendeu a todos saiu dançando Xaxado com desenvoltura de adulto, gingado próprio e ainda fez variações.
Na adolescência participou de peças de teatro da Igreja Católica, fez teatro de rua, atuou em espetáculos convencionais, militou no MST, é petista de coração, apaixona por Lula e seus ideais, mas o Xaxado é sua paixão maior. Conversou com ex-cangaceiros sobre a dança e rastreou o chiado das chinelas pelo chão batido por onde os cangaceiros xaxaram. Criou passos, deu nomes a eles, pesquisou a música, a poesia, as letras etc..., e  veio a grande decisão: criar uma escola de Xaxado em Serra Talhada. Reuniu moças e rapazes, pacientemente ensinou passo a passo da dança e percebeu o entusiasmo da turma. Pouco depois, estava criado o Grupo de Xaxado Cabras de Lampião estreando no dia 20 de março de 1995, que ora completa 20 anos e se tornou o bando da cultura do nordeste.  Sucesso total. Ela mesma fez o papel de Maria Bonita durante cinco anos, rompendo barreiras e levando o nome do sertão do Pajeú a diversos lugares com sua dança e musica, mostrando que o cangaço não é só violência e sim poesia, vestuário, gingado, ritmo e animação.
Cleonice é  simpática, de riso fácil, tipo caboclo, com traços indígenas, pele mais queimada que bronzeada pelo sol  do Sertão. Bonita e inteligente. A dança dos cangaceiros mudou sua vida completamente: O grupo tornou-se o Projeto Ponto de Cultura  Cabras de Lampião. Vêem os convites para apresentações em outras cidades, outros Estados e até em festivais de dança no exterior e assim ela segue trabalhando, hoje como presidente da Fundação Cultural Cabras de Lampião, que hoje mantêm uma seria de ventos e projetos, sempre com aplausos. A sincronia e variedade dos passos impressionam. As roupas são cópias do bando de Lampião e tudo nela é Xaxado e respira cultura popular.
Cleonice é um exemplo de mulher, filha, esposa, mãe, avó, amiga, conselheira, coreografa, atriz, professora, produtora cultural, dinâmica à frente do comando de tudo e, surpreende pela aparência frágil. E ainda cuida das tarefas domésticas, coisa que adora.
Ela mesma se define forte como uma baraúna (árvore da caatinga) e confessa ter se espelhado em Maria Bonita que nasceu também março, e soube encarar a vida diante das dificuldades enfrentando os desafios e caminhos tortuosos da vida. “Sou feliz porque faço o que gosto e o que quero”, confessa.
O trabalho de Cleonice além de pioneiro deixa ramificações. Hoje existem várias escolas e grupos de Xaxado na região nordestina.
Cleonice é uma Maria Bonita de alma nobre e o cangaço esse movimento revolucionário está presente em sua vida pelo que faz, mantendo viva e incentivando as diversas manifestações artísticas e culturais de nosso povo; no ultimo dia 5 recebeu de uma Associação de Mulheres o Prêmio Destaque Social e Cultural pelo trabalho que desenvolve no município.
Neste em que faz aniversário nós que convivemos diariamente com ela só temos que agradecer sua presença, seu sorriso e sua presteza, pois está sempre a ajudar seja d que forma for. Parabéns ‘mamãe’ de todos que fazem, integram e contribuem com a Fundação Cultural Cabras de Lampião.
Por Carlos Silva com base no texto de Wanessa Campos

Site mulheresdocangaco

terça-feira, 10 de março de 2015

 
A Secretaria de Cultura e Turismo informa a população em geral sobre seus cursos de FORMAÇÃO ARTÍSTICA do CULTURA VIVA no Município. Estão abertas inscrições para diversas oficinas em locais, dias e horários diversos, é só você escolher e se preparar para receber gratuitamente conhecimento artístico de qualidade com artistas/facilitadores de nossa cidade.
Os cursos são de Danças Populares, Desenho Artístico, Pintura em Tela, Percussão, Artesanato em Pedra e Canto Coral.
 
Cursos e Oficinas Cultura Viva:

PINTURA em TELA -  Sexta-feira das 14 às 17horas.
DEZENHO ARTISTICO -  Sábado das 8 às 11horas.
Facilitador ALUIZIO FERNÃ.
Local: Escola de Artes Antonia Pereira – 1º Andar do Mercado Público

CURSO DE CANTO CORAL  - Terças e quartas das 15 às 17 horas; e das 19 às 21 horas.
Facilitador Maestro Cícero Filho
Local: Espaço Centro Dramático Pajeú – Rua Henrique de Melo, 195


CURSO DE PERCUSSÃO – Terças e quintas feiras das 9 às 11horas; e das 15 às 17 horas. Sábados 9 às 11h
Facilitador Regente Edilson Brito (Nilsão)
Local: Sala Amarela da Estação Ferroviária

DANÇAS POPULARES – Terça-feira das 9 às 11horas; e das 15 às 17horas.
Facilitadora Leidjan Dantas/Xuxa
Local: Quintal do Museu do Cangaço (Vila Ferroviária)

CURSO DE ARTESANATO EM PEDRA – Sábado das 9 às 12horas
Facilitadora Cida Souza
Local: Sala verde da Estação Ferroviária
OUTRAS OPÇÕES DE LOCAIS COM AÇÕES EM DANÇAS POPULARES, EM PARCERIA COM A SECULT/ST E SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS:

DANÇAS POPULARES
Segunda a sexta-feira , das 9 às 11horas e das 14 às 17 horas.
Local: CRAS do MUTIRÃO.
Facilitadora Patrícia Gomes e Gorete Lima.
DANÇAS POPULARES
Sexta-feira , das 9 às 11horas.
Local: CRAS de Varzinha.
Facilitadora Gorete Lima.
DANÇAS POPULARES
Segunda a sexta-feira , das 14 às 17 horas.
Local: No AVANJU.
Facilitador Edilson Leite.
DANÇAS POPULARES
Segunda a sexta-feira , das 9 às 11horas e das 14 às 17 horas.
Local: Na Estação do Forró.
Facilitadora Simone Alves.