Vídeos

Loading...

segunda-feira, 13 de julho de 2015

O MASSACRE DE ANGICO - A MORTE DE LAMPIÃO ESTREIA DIA 22 NA CAPITAL DO XAXADO



Estréia nesta quarta-feira (22) na Estação do Forró, em Serra Talhada, o espetáculo de teatro O Massacre de Angico - A Morte de Lampião, que reúne 70 atores além de 30 profissionais divididos entre equipe técnica e administrativa. 
O espetáculo O Massacre de Angico – A Morte de Lampião, retrata os últimos momentos de Lampião e de seu grupo de cangaceiros, será encenado entre os dias 22 e 26 de julho, na Estação do Forró, em Serra Talhada, (antiga Estação Ferroviária), com a denominação  de “O Maior Espetáculo ao ar livre dos sertões brasileiro”. O evento, que é gratuito e atrai milhares de pessoas, já está na 4ª edição e em 2015 terá uma novidade, a exibição do Filme de Curta metragem PAPO AMARELO - O PRIMEIRO TIRO, que retrata justamente a primeira desavença da saga de Virgulino Ferreira da Silva - Lampião, que casa perfeitamente com a história narrada no espetáculo.  
A encenação, produzida pela Fundação Cultural Cabras de Lampião, de Serra Talhada-PE, retrata a história que aconteceu ao leito de um riacho seco, em Angico, no sertão de Sergipe, onde os companheiros de Lampião, entre eles, sua mulher, Maria Bonita, foram massacrados no dia 28 de julho de 1938. O mega espetáculo, que contará com um elenco formado por 70 atores e figurantes de várias cidades de Pernambuco, sendo a maioria de Serra Talhada, contará ainda com a participação do mestre das grandiosas produções teatrais ao ar livre no Estado, o diretor, ator, dramaturgo e iluminador José Pimentel.
Dentro do enredo são mostradas cenas marcantes da história do Rei do Cangaço, como suas desavenças com o primeiro inimigo José Saturnino, seu encontro com Padre Cícero, para receber a patente de capitão do Exercito Patriótico, e também a determinação do presidente Getúlio Vargas em acabar com o cangaço, afinal nordeste também pertence ao território nacional.
Diversas cenas do espetáculo são ligadas ao imaginário popular, em uma narrativa que mostra os fatos históricos construídos por meio de efeitos especiais de luz e trilha sonora, até culminar com a morte do casal cangaceiro mais famoso: Lampião e Maria Bonita.
O MASSACRE DE ANGICO – A MORTE DE LAMPIÃO é uma história de TRAIÇÃO, AMOR E ÓDIO, que tem como palco os confins do sertão, na primeira metade do século passado. A estrutura da peça conta com um palco de 50 metros de largura, com quatro cenários armados no Centro de Serra Talhada, tornando-se um grandioso espetáculo, que atrai turistas dos mais variados estados do Brasil.
Com entrada franca, a expectativa da organização do espetáculo é reunir mais de cinqüenta mil pessoas nos cinco dias da temporada. A direção é do mestre de grandiosas produções teatrais ao ar livre no Estado, o diretor, ator, dramaturgo e iluminador José Pimentel.

SERVIÇO
O Massacre de Angico – A Morte de Lampião
Estação do Forró, em Serra Talhada
22 a 26 de julho 
Horário: 20h

Nenhum comentário: