Vídeos

Loading...

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

ENCONTRO DEBATE PAPEL DAS ARTES E DA CULTURA NA EDUCAÇÃO BÁSICA


 
Com a participação de arte-educadores, artistas, especialistas, gestores, professores e agentes culturais, será realizado nesta quinta (20) e sexta-feira (21), em Brasília, o Encontro de Cultura e Artes no Currículo, promovido pelo Ministério da Cultura (MinC) com o intuito de promover livre espaço para debate e aprofundamento das diferentes formas de relacionar as práticas artísticas e culturais na educação formal, a fim de discutir a contribuição do campo da Arte e da Cultura nos currículos escolares da Educação Integral.
 
O mote do encontro traz a compreensão das Artes e da Cultura como campo do conhecimento, qualificando os processos de ensino-aprendizagem e reconhecendo as escolas como espaço de produção e difusão da diversidade cultural brasileira.
 
A iniciativa é da Secretaria de Educação e Formação Artística e Cultural (Sefac) do MinC, que tem entre suas principais atribuições a consolidação das políticas intersetoriais entre Cultura e Educação e a construção da Política Nacional de Formação Artística e Cultural. A Sefac já atua em importantes frentes de cooperação entre os ministérios da Cultura (MinC) e da Educação (MEC), com os Programas Mais Cultura nas Escolas, Mais Cultura nas Universidades e Pronatec Cultura.
 
Na abertura, a secretária de Educação e Formação Artística e Cultural do MinC, Juana Nunes, e o secretário de Educação Básica do MEC, Manuel Palacios, lançarão o Portal CulturaEduca.cc, cujas bases serão apresentadas e abertas a consulta pública. Os secretários também anunciarão as perspectivas do acordo MinC/MEC e da Nova Base Nacional Comum Curricular.
 
O evento contará com a presença de pesquisadores, como Miguel Arroyo (UFMG), Sonia Kruppa (USP), Antônio Rubim (UFBA) e Jaqueline Moll (UFRGS), da filósofa e psicanalista Viviane Mosé (UsinaPensamento), e de artistas como Fernando Barboza (Barbatuques), Antônio Nóbrega, Fátima Santos (Ocupa Escola), Inês Barbosa (Associação Brasileira de Currículo), Lydia Hortélio (Casa das Cinco Pedrinhas), Inês Teixeira (Rede Kino) e Juçara Marçal (Metá-Metá), entre outros.
 
Também participarão do encontro o Secretário Nacional de Juventude, Gabriel Medina, o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Manuel Palacios, representantes dos ministérios do Esporte e Cidades, além de secretários de Cultura e Educação e representantes do Sistema MinC e da rede de Pontos de Cultura.
 
Novo acordo MinC/MEC
 
No encerramento do primeiro dia, os ministros da Cultura, Juca Ferreira, e da Educação, Renato Janine Ribeiro, assinarão a portaria de criação do GT para elaboração do novo Acordo Interministerial MinC/MEC, que consolidará e ampliará as ações já existentes, e anunciarão a criação do Fórum Interministerial de Educação Integral, que contará com a participação de sete pastas. Além da Cultura e da Educação, entram também os ministérios do Desenvolvimento Social, Saúde, Esporte, Secretaria-Geral da Presidência da República e Controladoria-Geral da União.
 
"Diálogos Abertos"
 
O evento é realizado no momento em que se discute, no âmbito do Ministério da Educação, propostas para construção de uma Base Nacional Comum Curricular, processo que receberá contribuições de toda a sociedade brasileira. A troca de conhecimento e experiências promovida durante o Encontro representará a matriz de uma construção dialógica, passível de ser incorporada nos espaços educadores, pensados além dos muros das escolas.
 
Os participantes aprofundarão a reflexão sobre o papel das Artes e da Cultura para o desenvolvimento e formação integral dos seres humanos, pensando-o sob perspectiva dos territórios, das linguagens artísticas e dos saberes culturais, propiciando a formação estética, crítica e social dos indivíduos e o respeito à diversidade.
 
CulturaEduca
 
Durante o Encontro também será lançada a plataforma CulturaEduca (culturaeduca.cc), ferramenta pedagógica virtual criada em Creative Commons, para articulação dos chamados "territórios educativos", espaços onde os diferentes agentes atuantes nos territórios, de bibliotecas públicas a coletivos culturais, artistas e Pontos de Cultura, de prédios históricos a laboratórios de cultura digital, de cinemas a teatros e circos, de movimentos sociais a associações de bairros, dos saberes formais ao saberes populares e ancestrais, de escolas de educação básica a universidades e institutos federais e centros de formação técnica e profissional, são todos considerados como elementos de um processo educacional mais amplo e integrador.
 
Neles, os espaços geográficos, administrativos e sociais se articulam e se mobilizam em torno da escola, como espaços culturais e comunitários, o que permite ampliar as atividades educacionais ao integrar metodologias – formais ou não – que inovem e dinamizem o processo de ensino-aprendizagem e reconheçam os territórios e suas práticas culturais como parte atuante na formação.
 
O culturaeduca.cc vem sendo desenvolvido com a colaboração do Instituto Lidas (lidas.org.br), que finalizou a primeira etapa de implantação após extenso trabalho de sistematização e georreferenciamento de dados de bases secundárias (advindos do IBGE, CRAS, CREAS, UBS), do Ministérios da Educação (escolas de educação básica e integral dos programas Mais Educação e Mais Cultura nas Escolas) e das próprias bases de dados da Cultura, organizando informações sobre bibliotecas públicas, museus, teatros, cinemas, Pontos de Cultura e, ainda, Centros e Museus de Ciências.
 
Na tarde do segundo dia do evento (21), as bases de dados da plataforma serão entregues à Comissão do Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais (SNIIC). Na ocasião, receberão as bases e os dicionários de dados as secretarias do Audiovisual (SAv), da Cidadania e da Diversidade Cultural (SCDC) e de Educação e Formação Artística e Cultural (Sefac) do MinC, além das vinculadas Fundação Nacional de Artes (Funarte), Fundação Biblioteca Nacional, Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e Agência Nacional do Cinema (Ancine).
 
As bases de dados estão disponíveis em http://culturaeduca.cc/dados/ em formato aberto, a fim de dialogar com as propostas desenvolvidas pelo Ministério da Cultura, como as plataformas do SNIIC, dos futuros Mapas Culturais e com a plataforma de autodeclaração dos Pontos de Cultura.
 
O CulturaEduca servirá como importante ferramenta de pesquisa das realidades territoriais, ajudando a agregar diferentes setores em torno do processo educacional. A plataforma tem como base de retroalimentação o SNIIC, ao entender a Cultura como alicerce e vetor dos processos de Educação Integral desenvolvidos nos territórios.
 
A segunda etapa de desenvolvimento do CulturaEduca construirá mecanismos de interatividade para que os gestores, artistas, professores e demais profissionais e os beneficiários das ações, nas diferentes áreas e suas comunidades, possam atualizar as informações das instituições, a partir de um login próprio.
 
O CulturaEduca servirá também para a construção de indicadores das ações intersetoriais de Cultura e Educação. Conta, ainda, com um blog, no qual podem ser disponibilizados conteúdos de diferentes fontes, de notícias e relatos sobre experiências, eventos, mostras, seminários, festivais e ações desenvolvidas nos territórios.

Nenhum comentário: