Vídeos

Loading...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

SERRA TALHADA VIVE MOMENTO SINGULAR NAS ARTES CÊNICAS EM 2015

 

O ano de 2015 foi espetacular para o teatro na Capital do Xaxado, celebrando 20 anos de carreira esse colunista, nunca tinha vivenciado tantas emoções em sua vida artística em um só ano. Houve pelo 7º ano seguido a apresentação da ‘Via Sacra do Bom Jesus’, tida como a “Paixão de Cristo de Serra Talhada”. A seguir a Equipe Teatral de Serra Talhada – ETEAST esteve na Cidade de Barbalha cumprindo temporada no CEU das Artes do município Cearense com muita maestria e sucesso, numa retomada do espetáculo ‘Neurose – a Cidade e seus sentidos’ com direção de Gilberto Gomes, trabalhos técnicos de Frank Ferraz e Gildo Alves; Caracterização e contra-regra Anny Lima e interpretando a hilariante e melancólica ‘Maria Filomena Ferreira de Souza, este que vos escreve.
Vivenciamos em julho a 4ª temporada do espetáculo ao ar livre com direção do mago desse gênero no Brasil Sr. José Pimentel, ‘O Massacre de Angico- A Morte de Lampião’, sucesso de público. Depois embarcamos para Olinda com ‘Neurose...’ e também apresentamos no Espaço do CDPST a divertida comédia ‘Fulana, Sicrana, Beltrana’, com os atores Gildo Alves, Dany Feitosa (agora mãe de João Davi) e Carlos Silva, na direção Ivanildo Duarte, na execução de Som e Luz, o também ator e palhaço Frank Ferraz, o texto é do dramaturgo santista Paulo Sacaldassy.
Houve a Oficina de Iniciação Teatral ministrada por mim na Escola Irnero Ignácio de junho a Novembro; em outubro o talentoso e empreendedor artista Frank Ferraz se junta com Gilberto Gomes, Eriane Freitas e Anny Lima e realizam a 1ª Feira Cultural na Escola Methódio de Godoy Lima, com oficinas artísticas de Teatro, Danças, Poesia e Artesanato e uma super mostra de resultados que movimentou toda a escola e significou muito para realizadores e participantes, além de despertar talentos. 
Graças as parcerias firmadas em prol da formação artística a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, trouxe até os artistas cênicos o Projeto Cena Jovem Serra Talhada, um Curso de Formação de Gestores de Grupos Teatrais que foi viabilizado pela ‘Cia 2 em Cena de teatro, circo e dança’ do Recife, que aprovou projeto no Edital ‘Comunica Diversidade 2014’ do MINC – Governo Federal; “o projeto é uma ação de formação artística e administrativa de gestores de grupos teatrais e tem como objetivo contribuir com a ampliação da cadeia produtiva cultural do município de forma sustentável”. Resume Alesxandro Silva, oficineiro e gestor da iniciativa junto com Arnaldo Rodrigues.

O curso com carga horária de 120 horas/aulas foi dividido em 06 módulos: 01 – Dramaturgia, 02 – Ator/criador, 03 – Encenação, 04 – Gestão da produção cultural, 05 – Captação de recursos e 06 – Gestão de grupos teatrais. Durante as aulas que misturavam teoria aliada à prática, os alunos/atores/atrizes/gestores puderam absolver uma infinidades de conhecimentos sobre cada tópico citado acima e a partir disto, elaborar em grupos um esquete (pequena peça teatral), para encenação no final do curso; um projeto para captação de recursos; um projeto de montagem teatral e encenação; criar seu personagem; ensaiar; desenvolver e confeccionar o cenário e o figurino para a apresentação final, dentre outras tarefas que compõem a gestão de um Grupo de Teatro.

O curso que abriu 25 vagas e foi concluído por 18 corajosos artistas que brilhantemente foram diplomados no dia 15 de novembro com a presença do Prefeito Luciano Duque e diversas outras autoridades, além de numerosa platéia no Quintal do Museu do Cangaço (antiga estação). Deixando claro que o movimento teatral serra-talhadense anda firme e forte e que o município têm valorosos artistas cênicos; sejam, os já iniciados ou os iniciantes, a potencialidade de crescimento é salutar, basta que se oportunize.
Sejam fazendo teatro clássico, ao ar livre e/ou cinema, sim este ano atores e atrizes da Capital do Xaxado, tiveram participação importante em filmes produzidos na região, como é o caso de Dorotea Nogueira e Carlos Silva em ‘Sertão de Sonhos – O Filme’, este de longa metragem; ‘ZEOME’, onde Gildo Alves e Beto Cellu’s, entre outros atuaram, “Papo Amarelo - O Primeiro Tiro’, protagonizado por Karl Marx, Carlos Silva, Gildo Alves, Karine Gaya, Cleonice Maria e grande elenco.
O momento é singular pela sustentabilidade conseguida e pelos talentos descobertos e mantidos. O ser ator/atriz encarado como profissão, como meio de vida, a criação de um mercado para absolver esses abnegados profissionais que se formam e se informam e tudo que querem é dizer ‘coisas’ com sua arte, é criar oportunidades, é questionar a realidade, é cumprir com a manutenção da arte e da cultura como possibilidade de vivência e crescimento social.


Para finalizar e deixar evidente minha paixão pelo teatro finalizo citando uma frase de Konstantin Stanislavski (1863 - 1938), ele foi um ator e diretor de teatro russo, que diz: “O ator deve trabalhar a vida inteira, cultivar seu espírito, treinar sistematicamente os seus dons, desenvolver seu caráter; jamais deverá desesperar e nunca renunciar a este objetivo primordial: amar sua arte com todas as forças e amá-la sem egoísmo”. Evoé!

Nenhum comentário: