Vídeos

Loading...

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

ALEXSUEL: UM ‘CABRA’ ADMIRAVEL E CHEIO DE TALENTO

 

ALEXSUEL NICOLAU DA SILVA, nascido em 23 de novembro do ano da graça de 1983 às 17h e 43min na capital pernambucana. Chegando a Serra Talhada com 10 anos de idade; menino livre, inteligente e esperto se encanta pela Serra Talhada e o interesse por sua história o leva a ingressar na FUNDUDAÇÃO CULTURAL CABRAS DE LAMPIÃO no dia 17 de fevereiro de 2001; onde constituiu família com laços fortes, como o sertanejo e passou a estudar mais e mais sobre o cangaço, Lampião e seu bando, seja como dançarino, ator, declamador, guia turístico no roteiro ‘nas pegadas de Lampião, ou como moto-taxista (sua profissão em horas vagas), entre outras atividades que desenvolve com maestria, o ‘cabra’ se esmera em fazer o melhor, e marca sua presença, deixando claro seu jeito impar de realizar cada função.
Esse ‘cabra da peste’ hoje é casado com Jessica Ventura, pai de Alyssom Guilherme, Pedro Henrique e Ana Letícia, é ator/dançarino e poeta/declamador; “posso dizer que já visitei todo o Brasil, passei a me auto-conhecer, a respeitar as diferenças alheias, me considero um cidadão serra-talhadense desde o dia que vesti a camisa da cultura popular junto com os cabras de lampião, brigando de modo passivo para mostrar o valor que o nordestino tem”; relata orgulhoso em fazer parte do Bando da Cultura do Nordeste.
Junto com o Grupo de Xaxado Cabras de Lampião já percorreu vários Estados do Brasil, participando dos principais festivais de danças nacionais e internacionais, além de feiras, festas tradicionais, eventos de empresas, congressos e afins, programas e séries de TV pelo mundo e uma ‘gama’ de outros trabalhos realizados pela FCCL no desenvolvimento da cultura e da arte neste País, onde o artista popular tem que ser ‘brabo’ e esperto como um dia foram os bandoleiros do nordeste, para driblar as adversidades e manter viva a chama das manifestações artísticas e culturais de nosso povo.
Para Alex, como é chamado no dia-a-dia ter crescido no interior o fez desenvolver valores significativos que o acompanham até hoje, sua entrada no Grupo de Xaxado lhe abriu horizontes e o fez se apaixonar pelo mundo místico e mágico desse movimento chamado cangaço, as intrigas dos ‘coiteiros’, a imparcialidade dos coronéis, a ‘rixa’ de Virgolino com seu vizinho de cerca Zé Saturnino e tantos outros atos e fatos que esse ‘cabra danado’ conhece e conta com detalhes a quem quiser lhe ouvir ou tiver interesse por tais fatos.

Ele adentrou no Grupo de Xaxado Cabras de Lampião, para dá vida ao cangaceiro ‘Jararaca’ (aquele que foi enterrado vivo em Mossoró-RN). Por longo tempo abrilhantou a dança representando esse personagem; hoje tem um conhecimento amplo sobre a Serra Talhada (antiga Villa Bella), onde veio nascer o Lampião; personagem que ele ora representa em substituição ao ator/dançarino Karl Marx. “Ser reconhecido como militante da cultura em uma instituição como essa é muito prazeroso. Representar, juntamente com Karl Marx há quem reverencio, Lampião nosso espetáculo de Xaxado é realmente algo singular.
Ser conhecido no cenário cultural como os melhores interpretes de LAMPIÃO, não tem preço”. Confessa esse admirável artista e acrescenta: “por isso eu sempre falo: tem coisas que só os cabras de Lampião faz por você.

CENTRO DRAMÁTICO PAJEÚ DE SERRA TALHADA CELEBRA 27 ANOS


O Centro Dramático Pajeú de Serra Talhada – PE, completou 27 anos de sua fundação no dia 01 de janeiro de 2016. Como a mais antiga entidade cultural de Serra Talhada voltada ao teatro e vem cumprindo a missão e vencendo os percalços inerentes ao nosso tempo. “Hoje, não vamos lamentar o que deixamos de fazer por falta disso ou daquilo. O tempo é senhor dos atos bons e ruins que praticamos”. Diz Modesto de Barros sócio fundador do Grupo que nasceu Centro em 1989 e curiosamente no feriado de 1º de janeiro o que foi registrado em ATA.
Dentro da visão de continuar ajudando a cultura de Serra Talhada, acrescenta ele: “estamos fazendo parte do Conselho Municipal de Política Cultural, órgão da mais alta relevância na política pública de cultura e arte para o município. É importante salientar, que fazer parte deste conselho por si só dimensiona parte dessa missão a qual nos referíamos acima. Porque o conselho é o espaço onde a sociedade pode dialogar com o Poder Público em pé de igualdade e sem arrogância para objetivar e otimizar o ‘fazer cultural’ e também os recursos financeiros destinados à cultura”.
Em 2015, o Centro Dramático Pajeú assinou convênio com o município de Serra Talhada para realizar uma ação de prestação de serviço que resultou na transferência da Oficina de Canto Coral para ser realizada no espaço que o CDP mantém na Rua Henrique de Melo, 195 no centro da Capital do Xaxado. “Daí o surgimento do Coral Anita Vilarin que vem tendo uma boa aceitação e contribuindo na formação de cantores. A Oficina de Canto Coral é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo com a parceria do Centro Dramático”.
Nesse espaço que é mantido numa parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo acontecem as Oficinas de formação de atores e Atrizes infantil que tem a coordenação da atriz Karine Gaya, o Cine Clube Pajeú e a pauta está aberta para apresentações teatrais que acontecem corriqueiramente.
“Como Ponto de Cultura, estamos aguardando a última parte dos recursos destinados as ações programadas, a exemplo da última Mostra de resultado, gravação do segundo vídeo, feitura de um catálogo e outros materiais da vida do Ponto de Cultura. Na parte do Cine Clube Pajeú esse ano vamos fazer algumas mudanças que informaremos depois. Quanto ao espaço localizado na Rua Henrique de Melo, 195 – centro - estamos estudando mudanças as quais informaremos oportunamente na imprensa local”. Relata Modesto com ares forte mesmo somando 67 anos de vida completos em dezembro passado e chegando a 40 anos de uma militância teatral e posterior, cultural e social começada em São Paulo.

“Então, nós que fazemos o Centro Dramático Pajeú, só temos que agradecer ao povo de Serra Talhada que vem freqüentando e aplaudindo um pouco do que podemos fazer em referência a arte e à cultura da nossa terra, nesses 27 anos de luta e dedicação enquanto entidade de cunho cultural registrada e atuando mesmo que maneira branda na nossa querida cidade da Serra Talhada”. Finalista esse baluarte que funciona como escada no incentivo a novos artistas, na formação e produção do teatro e das manifestações culturais do município. 

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

MOVIMENTO CULTURA VIVA da SECRETARIA de CULTURA e TURISMO da CAPITAL do XAXADO



Logo na primeira semana de março a Prefeitura Municipal de Serra Talhada, através da Secretaria de Cultura e Turismo, em parceria com Serviço de Fortalecimento de Vínculos mantido pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Igualdade, reinicia a série de OFICINAS ARTÍSTICAS que visa estimular crianças e jovens a participarem de atividades de formação diretamente ligadas a sua identidade cultural.
Confira onde acontecem diariamente as seguintes oficinas:

BAIRRO VILA BELA

AULAS DE DANÇAS POPULARES (XAXADO E SAMBA DE COCO)
TERÇAS E QUINTAS:
Facilitadora LEIDJAN DANTAS
Das 19 às  21 horas.

ESTAÇÃO DO FORRÓ
AULAS DE PERCUSSÃO
Terça, Quinta e Sábado
Facilitador EDINILSON BRITO (NILSÃO)
Das 8 às 11h.

AULAS DE DANÇAS POPULARES (XAXADO E DANÇAS POPULARES)
Sábado das 9 às 12h
Facilitadora LEIDJAN DANTAS
AULAS DE DANÇAS POPULARES (XAXADO E DANÇAS POPULARES)
Facilitadora GORETE LIMA
sábado de 8:30 às 12h

AULAS DE ARTESANATO EM PEDRAS
Quinta e Sexta - Das 15 às 18h
Sábado das 9 às 12h
Facilitadora CIDA SOUZA

BAIRRO CAXIXOLA: NO CEU DAS ARTES
- AULAS DE HIP HOP
Segunda, Quarta e Sexta
Facilitador THIAGO GOMES
Das 15 às  18 horas.

- OFICINA DE INICIAÇÃO AO TEATRO
Terça, Quinta e Sexta
DAS 14 ÀS 17h
Facilitadora: DANY FEITOSA

- AULAS DE PERCUSSÃO
Segunda-feira
Facilitador EDINILSON BRITO (NILSÃO)
Das 16 às  18 horas.

- AULAS DE ARTESANATO EM PEDRAS
Terça e Quarta
Facilitadora CIDA SOUZA
Das 9 às  12h

- AULAS DE DANÇAS POPULARES (FREVO, CIRANDA, MARACATU)
Segunda e quarta das 14 às 17h – Cine Teatro
Facilitador GIL SILVA


*TEM CINEMA NO CEU (Exibição de filmes)
SÁBADO às 16 horas.





A ESCOLA MUNICIPAL DE ARTE ANTONIA PEREIRA DE SOUZA, que fica localizada no primeiro andar do Mercado Público, continua com sua nobre missão em formar profissionais na área de corte e costura, pintura em tecidos e apliqué, crochê e tapeçaria, fuxico e caixa, flor de fita e captonê e muitas outras mãos de obra especializadas no vasto mundo do artesanato.
As inscrições para as turmas de 2016 já estão abertas no endereço citado acima, os horários são manhã e tarde. Mais informações: 87.99622.3162 (Mara).

ESCOLA DE ARTES
- AULAS DE DEZENHO ARTISTICO E PINTURA EM TELA
Sexta das 14 às 17h e Sábado das 09 às 12h
Facilitador ALUIZIO FERNÃ

OS CURSOS OFERECIDOS PELA ESCOLA MUNICIPAL DE ARTE SÃO OS SEGUINTES:

Ø  Corte e Costura (vestuário)
Ø  Patchapliqué
Ø  Pintura em Tecido
Ø  Bonecas de Feltro
Ø  Labirinto
Ø  Capitonê
Ø  Fuxico
Ø  Vagonite
Ø  Crochê
Ø  Flor de Fita
Ø  Xadrez
Ø  Tapeçaria
Ø  Ponto Cruz
Ø  Bordado à Mão (ponto cheio)
Ø  Ponto Reto
Ø  Corte e Costura (cama, mesa e banho)
Ø  Hardanger  

CARAVANA CULTURA VIVA
Paralela as ações voltadas para OFICINAS, que visa à formação artística, não se pode perder de vista a FORMAÇÃO DE PLATÉIA.  Partindo deste princípio foi criada a CARAVANA CULTURA VIVA, que consiste na circulação pelos bairros e distritos da zona rural de Serra Talhada com uma trupe de artistas, envolvendo grupos de danças, violeiros repentistas, teatro para apresentações em praça pública, permitindo ao público a possibilidade de uma aproximação com sua cultura e seus artistas, além de verem espetáculos de qualidade.  O perfil multicultural é o ponto alto das caravanas, que agrega Xaxado, Hip Hop, coco, ciranda, caboclinho, repente, artesanato e espetáculos teatrais num só balaio artístico.

OUTROS PROJETOS DA SECRETARIA DE CULTURA E TURISMO
Concha Cultural – uma vez por mês vários grupos de danças, poetas repentistas, esquetes teatrais, feira de artesanatos, ocuparão a Concha Acústica.
Minha Cidade tem História – Mobilização de alunos e professores para visitação aos equipamentos turísticos e culturais de Serra Talhada.
Sexta da Viola – Encontro de violeiros repentistas, na última sexta feira do mês, no Quintal do Museu, no Museu do Cangaço.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

PROJETO SEXTA DA VIOLA É RETOMADO DEVIDO SUCESSO EM 2016

O Projeto "Sexta da Viola", no Quintal do Museu foi um sucesso no decorrer do ano de 2015; tanto foi que agora é retomado com a mesma parceria – Secretaria de Cultura e Turismo da Prefeitura, DAMIÃO ENÉSIO E OS CABRAS DE LAMPIÃO, trazendo versos, viola e cantoria as noites de Sexta-feira da Capital do Xaxado.
“O projeto é sucesso de publico e movimenta turisticamente o Museu do cangaço, onde além das visitas, há uma série de eventos culturais em seu ‘Quintal’ tornando-o ponto de movimentação artística e cultural, então fechamos por mais um ano a parceria, é a cidade do coração da gente fazendo a cultura pulsar para todos”. Afirma o secretario de Cultura e Turismo.

Nesta sexta-feira, dia 26, às 20h, no Museu do Cangaço, a dupla:
Francinaldo Oliveira e Zé Oliveira serão o abre-alas dessa empreitada e o melhor, entrada gratuita; vá com sua família prestigiar a cultura regional.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

CRÔNICA: O RESULTADO DAS CHUVAS NA CAATINGA, O CHEIRO DE TERRA MOLHADA E IMAGENS INÉDITAS DO NOSSO SERTÃO


Enfim a chuva chegou. Trazendo alegria e esperança para o povo sertanejo. Deixando no ar o gostoso aroma da terra molhada e um rastro de magia que se espalha pelas “brenhas” da nossa singular caatinga.

Nós, humildes sertanejos, que aprendemos desde cedo a conviver com as metamorfoses e períodos que a nossa vegetação produz, algo raro para outras regiões do país, que ainda têm na mente um estereótipo criado pela imprensa e pelos livros didáticos, que só expõe o Sertão com caatinga “acinzentada” e os leitos dos açudes rachados pela falta de chuva.

No entanto, o verde está ai… bem ao alcance dos nossos olhos! Nos “imbuzeiros”, nas aroeiras, nos marmeleiros, nas “emburanas”… A vida está ai… Para ser contemplada! Para ser desfrutada! Dos cânticos dos pássaros a fruta do mandacaru e do xique-xique. E toda essa riqueza tem como astro rei justamente aquele que é o vilão da história, o sol!

Mas, aqui para nós, existe amanhecer e entardecer mais nostálgico e sedutor do que o nosso do Sertão? Certamente não. Por isso somos privilegiados, pois a nossa a natureza tem um pouquinho de mitologia grega, já que quando tudo parece está feio e sem vida, eis que vem a chuva. E como no passe de mágica transforma tudo! Devolvendo a beleza a quem é bela por natureza!
fotos e Texto Professor Paulo Cesar Gomes

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

SECRETARIA DE CULTURA E TURISMO EM AÇÃO COM O MOVIMENTO CULTURA VIVA


 MOVIMENTO CULTURA VIVA

Logo na primeira semana de março a Prefeitura Municipal de Serra Talhada, através da Secretaria de Cultura e Turismo, em parceria com Serviço de Fortalecimento de Vínculos mantido pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Igualdade, reinicia a série de OFICINAS ARTÍSTICAS que visa estimular crianças e jovens a participarem de atividades de formação diretamente ligadas a sua identidade cultural.
Confira onde acontecem diariamente as seguintes oficinas:

 BAIRRO VILA BELA
- AULAS DE DANÇAS POPULARES (XAXADO e SAMBA de COCO)
TERÇAS E QUINTAS: 
Facilitadora LEIDJAN DANTAS
Das 19 às  21 horas.

ESTAÇÃO DO FORRÓ
- AULAS DE PERCUSSÃO
TERÇA, QUINTA e SÁBADO
Facilitador EDINILSON BRITO (NILSÃO)
Das 8 às 11h.

- AULAS DE DANÇAS POPULARES (XAXADO E DANÇAS POPULARES)
SÁBADO das 9 às 12h
Facilitadora LEIDJAN DANTAS

- AULAS DE DANÇAS POPULARES (XAXADO E DANÇAS POPULARES)
Facilitadora GORETE LIMA
SÁBADO de 8:30 às  12h




BAIRRO CAXIXOLA NO CEU DAS ARTES
- AULAS DE HIP HOP
SEGUNDA, QUARTA E SEXTA
(Facilitador THIAGO GOMES)
Das 15 às  18 horas.

- OFICINA DE INICIAÇÃO
AO TEATRO
TERÇA, QUINTA E SEXTA
DAS 14 ÀS 17h
Facilitadora: DANY FEITOSA

- AULAS DE PERCUSSÃO
SEGUNDA-FEIRA
Facilitador EDINILSON BRITO (NILSÃO)
Das 16 às  18 horas.

ESCOLA DE ARTES ABRE INSCRIÇÕES PARA TURMAS 2016


 
Secretaria de cultura e turismo em ação: A ESCOLA MUNICIPAL DE ARTE ANTONIA PEREIRA DE SOUZA, que fica localizada no primeiro andar do Mercado Público, continua com sua nobre missão em formar profissionais na área de corte e costura, pintura em tecidos e apliqué, crochê e tapeçaria, fuxico e caixa, flor de fita e captonê e muitas outras mãos de obra especializadas no vasto mundo do artesanato.
As inscrições para as turmas de 2016 já estão abertas no endereço citado acima, os horários são manhã e tarde. Mais informações: 87.99622.3162 (Mara).
OS CURSOS OFERECIDOS PELA ESCOLA MUNICIPAL DE ARTE SÃO OS SEGUINTES:


Ø  Corte e Costura (vestuário)
Ø  Patchapliqué
Ø  Pintura em Tecido
Ø  Bonecas de Feltro
Ø  Labirinto
Ø  Capitonê
Ø  Fuxico
Ø  Vagonite
Ø  Crochê
Ø  Flor de Fita
Ø  Xadrez
Ø  Tapeçaria
Ø  Ponto Cruz
Ø  Bordado à Mão (ponto cheio)
Ø  Ponto Reto
Ø  Corte e Costura (cama, mesa e banho)

Ø  Hardanger   

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

EDNILSON BRITO: UM GRANDE MÚSICO NATURAL DE ARCOVERDE COM NOTORIA ATUAÇÃO DO LITORAL AO SERTÃO

 
Ednilson Brito Nogueira (1961), percursionista há quase 40 anos, já trabalhou com diversos artistas da região como Geraldo Maia, Edezel de Arcoverde, participou da gravação dos dois CD’s da Banda Lampiões, “A Talhada” e “Apocalíptica” e nos LPs da Banda D’Gritos, “Barriga de Rei” e “Loucos”, Também dos LPs de Noroba, Rui Grude, Raí D’Serrat, como musico e produzindo os CD’s de Erivan Gomes  e Zé do Brejo (Triunfo), e o Grupo Folclórico de Triunfo Ambrósino Martins, junto com Zé Marques e Camilo Melo, faz parte de dois Projetos Pixinguinha entre os anos de 1986 a 1988.
Trabalhou no PETI Arte durante muitos anos ensinando percussão rítmica, Forró, Baião, Xote, Xaxado, Ciranda e Côco, a muitas crianças que hoje estão participando de bandas marciais e fazendo trabalhos em grupos musicais diversos, ora é Oficineiro de percussão dentro do Projeto de Formação Artística do Movimento Cultura Viva da Secretaria de Cultura e Turismo da Capital do Xaxado, formando novos músicos e despertando talentos na musicalidade serra-talhadense; ensinando os ritmos pernambucanos como, Ciranda, Maracatu, Côco Praieiro, entre outros, partindo do pré-suposto da teoria dos instrumentos e seus sons.
Esse notável musico, compõe, toca diversos instrumentos, e mais, confecciona de maneira artesanal alguns deles com maestria e carinho, é um cara forte, como todo sertanejo, vive adversidades inúmeras e sempre sai ileso e fortalecido, é articulado e conhecido por inúmeros músicos famosos.

No programa do Show de Geraldo Maia, alguém escreveu: “A todo esse céu, esse sol que se canta. Por essa toda (tola?) esperança que nos encanta e essas gargantas forçosamente gastas-bravas; erguendo-se no tempo, a ‘topadas’ (apesar dessa velo-cidade!) Que continuem acesas a gota e a chama... e o tempo solidifique e a luta perpetue em todos nós essa palavra amada-amarga

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

GOVERNO LANÇA CONVOCATÓRIA DO CICLO DAS PAIXÕES 2016

A próxima Semana Santa em Pernambuco será novamente marcada por espetáculos de fé e devoção em diversos municípios. Através da Secult-PE e Fundarpe, o Governo do Estado lança a Convocatória do Ciclo das Paixões 2016, que vai incentivar com até R$ 340 mil montagens cênicas sobre momentos da vida, da morte e da ressurreição de Jesus Cristo.
Divulgação

Para Marcelino Granja, secretário estadual de Cultura, a iniciativa “é mais uma oportunidade de valorização dos nossos artistas e grupos cênicos, que têm apostado na profissionalização e na qualidade de suas produções”.
Ao final da seleção, serão incentivados espetáculos nas seguintes categorias: (1), com apoio para até quatro montagens de R$ 30 mil a R$ 40 mil; (2), que destinará recursos para até quatro encenações de R$ 20 mil a R$ 30 mil; e (3), contemplando até três propostas de R$ 10 mil a R$ 20 mil.
De acordo com Márcia Souto, presidente da Fundarpe, “além de possibilitar o acesso dos mais diversos grupos teatrais, a Convocatória contribui também para impulsionar o turismo e a economia nas cidades”.
As inscrições podem ser feitas no período de 29 de janeiro a 19 de fevereiro, presencialmente, no andar térreo da sede da Secult-PE/Fundarpe (Rua da Aurora, 463/469, Boa Vista, Recife-PE), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Também serão aceitas inscrições pelos Correios (via Sedex), com Aviso de Recebimento (A.R.) até o dia 19 de fevereiro, encaminhadas ao endereço da Secult-PE/Fundarpe.
Confira AQUI o edital e os anexos da Convocatória do Ciclo das Paixões 2016.

EQUIPE DO FUNCULTURA REALIZA CAPACITAÇÃO PARA PROJETOS NA CAPITAL DO XAXADO

Atenção, produtores e artistas que pretendem enviar e realizar projetos culturais com incentivo da Secretaria Estadual de Cultura. 
Se liguem no Ciclo de Capacitações para o Edital do Funcultura independente 2015-2016; será realizada  em Serra Talhada uma OFICINA DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS DO FUNCULTURA, conforme indicações abaixo:
 Local: Sala Multimídia do Museu do Cangaço, na Estação do Forró.
Data: 17 e 18 de fevereiro.
Hora: das 9 às 12 e das 14 às 17 horas.
 A OFICINA será ministrada por Técnicos da Gerência de Formação e Capacitação  da SECULT-PE. Os projetos culturais, bem como a documentação exigida, deverão ser protocolados no período compreendido entre 26 de fevereiro de 2016 a 28 de março de 2016, no horário das 08 às 12 horas, na FUNDARPE, no Setor do FUNCULTURA.
Confira o Edital clicando no link: http://www.cultura.pe.gov.br/wp-content/uploads/2015/12/Edital-FUNCULTURA-GERAL_2015-2016-FINAL.pdf
 Saudações cangaceiras.
Anildomá Willans de Souza
Secretário de Cultura e Turismo 
Serra Talhada/PE.