Vídeos

Loading...

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

CENTRO DRAMÁTICO PAJEÚ DE SERRA TALHADA CELEBRA 27 ANOS


O Centro Dramático Pajeú de Serra Talhada – PE, completou 27 anos de sua fundação no dia 01 de janeiro de 2016. Como a mais antiga entidade cultural de Serra Talhada voltada ao teatro e vem cumprindo a missão e vencendo os percalços inerentes ao nosso tempo. “Hoje, não vamos lamentar o que deixamos de fazer por falta disso ou daquilo. O tempo é senhor dos atos bons e ruins que praticamos”. Diz Modesto de Barros sócio fundador do Grupo que nasceu Centro em 1989 e curiosamente no feriado de 1º de janeiro o que foi registrado em ATA.
Dentro da visão de continuar ajudando a cultura de Serra Talhada, acrescenta ele: “estamos fazendo parte do Conselho Municipal de Política Cultural, órgão da mais alta relevância na política pública de cultura e arte para o município. É importante salientar, que fazer parte deste conselho por si só dimensiona parte dessa missão a qual nos referíamos acima. Porque o conselho é o espaço onde a sociedade pode dialogar com o Poder Público em pé de igualdade e sem arrogância para objetivar e otimizar o ‘fazer cultural’ e também os recursos financeiros destinados à cultura”.
Em 2015, o Centro Dramático Pajeú assinou convênio com o município de Serra Talhada para realizar uma ação de prestação de serviço que resultou na transferência da Oficina de Canto Coral para ser realizada no espaço que o CDP mantém na Rua Henrique de Melo, 195 no centro da Capital do Xaxado. “Daí o surgimento do Coral Anita Vilarin que vem tendo uma boa aceitação e contribuindo na formação de cantores. A Oficina de Canto Coral é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo com a parceria do Centro Dramático”.
Nesse espaço que é mantido numa parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo acontecem as Oficinas de formação de atores e Atrizes infantil que tem a coordenação da atriz Karine Gaya, o Cine Clube Pajeú e a pauta está aberta para apresentações teatrais que acontecem corriqueiramente.
“Como Ponto de Cultura, estamos aguardando a última parte dos recursos destinados as ações programadas, a exemplo da última Mostra de resultado, gravação do segundo vídeo, feitura de um catálogo e outros materiais da vida do Ponto de Cultura. Na parte do Cine Clube Pajeú esse ano vamos fazer algumas mudanças que informaremos depois. Quanto ao espaço localizado na Rua Henrique de Melo, 195 – centro - estamos estudando mudanças as quais informaremos oportunamente na imprensa local”. Relata Modesto com ares forte mesmo somando 67 anos de vida completos em dezembro passado e chegando a 40 anos de uma militância teatral e posterior, cultural e social começada em São Paulo.

“Então, nós que fazemos o Centro Dramático Pajeú, só temos que agradecer ao povo de Serra Talhada que vem freqüentando e aplaudindo um pouco do que podemos fazer em referência a arte e à cultura da nossa terra, nesses 27 anos de luta e dedicação enquanto entidade de cunho cultural registrada e atuando mesmo que maneira branda na nossa querida cidade da Serra Talhada”. Finalista esse baluarte que funciona como escada no incentivo a novos artistas, na formação e produção do teatro e das manifestações culturais do município. 

Nenhum comentário: