vanete2
No dia 17 de maio, após um dia inteiro de votação e mobilização democrática, a comunidade acadêmica da Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE/Uast) escolheu Vanete Almeida como a patronesse da Biblioteca Setorial. Dona Vanete, como era conhecida recebeu, 45% dos votos válidos dados por estudantes, professores e técnicos administrativos. O resultado ainda está em curso e seguirá para aprovação das Direções e Conselho Universitário.

Vanete Almeida se intitulava mulher negra e sertaneja. Natural de Custódia, morou por muitos anos na Vila Jatiúca, distrito de Santa Cruz da Baixa Verde. Seu trabalho com mulheres rurais teve início na década de 1980, quando saía de casa de madrugada e percorria 30 quilômetros de carona em caminhões. O objetivo sempre foi de empoderar as mulheres rurais de seus direitos, quebrando séculos de repressão. A militante faleceu em setembro de 2012, deixando uma história de vida dedicada às causas sociais.
Entre as homenagens que recebeu, Vanete recebeu o prêmio Claúdia, em 2002. Em 2005 esteve na lista das mil Mulheres pela Paz ao Redor do Mundo, produzida pela OGN Suiça, Peace Womem Across The Glober, que indicou todas as listadas ao Premio Nobel da Paz daquele ano. Já em 2009 ganhou o prêmio TRIP Transformadores. Em Serra Talhada, o governo municipal nomeou um bairro em sua memória, enquanto o governo do estado nomeou de Maria Vanete Almeida o Corpo de Bombeiros da cidade, através do projeto de lei do deputado Augusto César.
Por: MANU SILVA
Fonte: 
Farol de Notícias com informações do site da Uast