Vídeos

Loading...

terça-feira, 23 de agosto de 2016

FUNARTE TRAZ MAMULENGOS E OUTROS BONECOS PARA ANIMAR AS OLIMPÍADAS


Programação gratuita reúne espetáculos de várias regiões do Brasil ao Rio, para o Teatro Duse, outras salas públicas e ruas


Mestre Ze Lopes e seus Mamulengos. Credito foto Eric Gomes – Secult – PE
Mestre Zé Lopes e seus Mamulengos. Foto: Eric Gomes - Secult-PE
No período de 9 a 25 de agosto, A Fundação Nacional de Artes – Funarte apresenta o Projeto Bonecos e Mamulengos – Animando as Olimpíadas do Rio. A agenda traz catorze apresentações de sete espetáculos diferentes, de várias regiões do país, ao Teatro Duse – Casa Funarte Paschoal Carlos Magno, no bairro de Santa Teresa; além de sessões extras em outros locais – inclusive espaços externos e públicos. A iniciativa é direcionada às Olimpíadas e Paralimpíadas, na programação da Funarte/Ministério da Cultura. A entrada é franca.
Estão incluídos espetáculos de mestres mamulengueiros nordestinos, especialmente convidados. Elas homenageiam o recente registro do teatro popular de bonecos do Nordeste como patrimônio imaterial da cultura brasileira, pelo Iphan/MinC. As apresentações são acompanhadas por um artista especialista nessa linguagem artística: Fernando Augusto Gonçalves. Ele faz breves exposições sobre o tema, em diferentes idiomas, levando informação à platéia – e também diversão, com os artistas convidados –.
Além de ocupar o Teatro Duse – espaço da Funarte dedicado ao teatro de animação – O Projeto Bonecos e Mamulengos – Animando as Olimpíadas do Rio chega a locais como o Pavilhão de São Cristovão (onde fica o Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas), o Largo do Machado (Zona Sul), a Praça Saens Peña (Tijuca) e os Teatros Municipais de Guignol – Magda Modesto e Manoel Kobachuck – ambos próximos a locais onde ocorrem eventos olímpicos: respectivamente o Maracanã e o Engenhão.
O projeto inclui, ainda, participações de grupos culturais convidados, com uma oficina de mamulengos e uma orquestra de percussão – entre outras.
No dia 27, também será apresentada a nova edição da Revista Móin Móin – cujo tema é a prática de formação dos artistas de teatro de animação, em vários países –. A publicação, que tem reconhecimento acadêmico, foi editada em diferentes idiomas, com o aval da União Internacional dos Marionetistas (Unima) – entidade vinculada á Unesco. O responsável pela edição, Prof. Dr. Walmor Nini Beltrame, fará a apresentação da revista, e ressaltando a importância desta coleção.


Nenhum comentário: