Vídeos

Loading...

sábado, 12 de novembro de 2016

SERRA TALHADA AVANÇA NO TURISMO DO BRASIL

O trabalho desenvolvido pela Secretaria de Cultura e Turismo de Serra Talhada surtiu efeito na última atualização do Ministério do Turismo. O mapa do turismo brasileiro mudou, e a Capital do Xaxado figura na categoria “C”. Em Pernambuco apenas 12 cidades estão nesta categoria.
Grandes eventos no ano de 2015, como o Encontro de Culturas Populares e Tradicional, o Encontro Nordestino de Xaxado, o Massacre de Angico – A morte de Lampião, a Exposerra e a Festa de Setembro, atraíram grande numero de visitantes, aumentando a ocupação nos hotéis e pousadas, fazendo circular a economia da cidade. No ano de 2015 foi realizado pela Secretaria de Cultura e Turismo um levantamento nos hotéis e pousadas, esses indicativos foi primordial para abastecer as plataformas dos órgãos do trade turístico estadual e nacional.

Outro fator importante nesse processo foi a parceria da Secretaria de Cultura e Turismo com a EMPETUR – Empresa Pernambucana de Turismo, que visitou vários restaurantes na cidade e finalizou com a revista ROTA 232, onde mostra as várias opções de nossa gastronomia. Em 2014, a Secretaria de Cultura e Turismo conseguiu trazer para Serra Talhada o Encontro de Secretários e Diretores de Turismo, realizado pela ASTUR – Associação de Secretários de Turismo de Pernambuco, na oportunidade foi mostrado nossa potencialidade para os diretores da entidade. Ao todo são 424 municípios no Brasil selecionados na categoria “C”.

O estado reduziu de 72 para 57 o número de municípios participantes de suas 14 regiões turísticas, dividido em 5 categorias, de acordo com a categorização dos municípios das Regiões Turísticas do Mapa do Turismo Brasileiro. O instrumento, elaborado pelo MTur, identifica o desempenho da economia do turismo para tornar mais fácil a identificação e apoio a cada um.   Dentro da metodologia, as cidades contempladas nas categorias A, B e C contam com 95% dos empregos formais em meios de hospedagem, 87% dos estabelecimentos formais de meios de hospedagem, 93% do fluxo doméstico e têm fluxo internacional. O conjunto de municípios dos grupos D e E, reúnem características de apoio às cidades geradoras de fluxo turístico. Muitas vezes são aquelas que fornecem mão-de-obra ou insumos necessários para atendimento aos turistas.


Nenhum comentário: