Letícia Barbosa/Divulgação
O elenco é formado por quatro performers, Iagor Peres, Patrícia Costa, Sandra Rino e Raimundo Branco, todos de formações artísticas diversas
A Compassos, companhia de dança de Pernambuco, segue pelo estado com uma temporada de PASSO. O espetáculo de dança propõe diálogos com algumas manifestações populares do estado, como o frevo, a capoeira, o maracatu rural e o cavalo-marinho. De quinta (4) a sábado (7), a peça será apresentada na praça principal do município de Buíque. Em seguida, segue para o distrito de Mimoso, no domingo (7). Todas as sessões começam às 15h30 e são gratuitas.
Incentivado pelo Governo de Pernambuco, por meio do Funcultura, o projeto prevê até o fim da temporada a circulação por 12 cidades e distritos pernambucanos, como Recife, Surubim, Limoeiro, Frei Miguelinho, Lajedo, Calçado, Jurema, Tuparetama, Ingazeira (Sitio Minadouro), Arcoverde, Buíque e Mimoso.
O elenco é formado por quatro performers, Iagor Peres, Patrícia Costa, Sandra Rino e Raimundo Branco, com diferentes formações artísticas. Já o espetáculo é composto por coreografias determinadas e improvisações, buscando o diálogo entre dançarinos e o público e de todos com o espaço.
Letícia Barbosa/Divulgação
Este é o primeiro trabalho do coletivo teatral que interage com os espaços urbanos, sejam praças, ruas, terreiros e quintais
De acordo com Raimundo Branco, que também é produtor da Compassos, este é o primeiro trabalho do coletivo teatral que interage com os espaços urbanos, sejam praças, ruas, terreiros e quintais. “Resolvemos que este seria um trabalho que andaria pelas ruas. Os personagens saem fazendo os passos em direção a uma praça, um centro cultural ou uma escola, como uma apropriação do espaço urbano”, pontua o produtor.
A ideia do espetáculo, ainda segundo Raimundo , surgiu com base na própria história do coletivo. “No início do grupo a gente fazia estudos com a dança de salão, depois enveredamos para a dança popular e, por fim, fechamos com a dança erudita e contemporânea. Acaba então que este espetáculo terminou sendo um retorno da gente às nossas origens”, revela.
Letícia Barbosa/Divulgação
Além da apresentação da montagem, o projeto conta com outras iniciativas, como a ‘Conversa ao pé da calçada’, uma espécie de bate-papo com o público
Letícia Barbosa/Divulgação
Além da apresentação, o projeto engloba outras iniciativas, como a ‘Conversa ao pé da calçada’, uma espécie de bate-papo com o público que será realizada numa praça da cidade, tendo como foco as diversas formas de ocupação dos espaços públicos dosmunicípio. “A conversa vai muito de acordo com o que a cidade possibilita, guiando o espaço e a dinâmica de trabalho. Ela pode acontecer tanto na sala de aula, como num centro cultural ou até mesmo na casa de alguém. Em Arcoverde, vamos sentar em frente à Estação Ferroviária. Já em Calçado e Buíque visitaremos escolas públicas, enquanto que no Sítio Minadouro o bate papo vai ser no terreiro do local. E a gente não vai falar só do espetáculo, vai falar de coisas da vida e da região”, explica Raimundo.
Com esta ação, além de estreitar a relação artista-espectador, o objetivo é tornar a circulação também um ato político, uma espécie de convite da Compassos para que a população da cidade visitada ocupe os espaços públicos, transformando-os em locais de troca de saberes.
Outra atividade acontecerá em sete dos municípios ou distritos visitados pelo projeto, com artistas locais. Trata-se da oficina de dança intitulada O Passo do Brincante, uma vivência embasada nas pesquisas realizadas e desenvolvidas pela Compassos, sugerindo diálogo com os espaços urbanos e as cenas artísticas locais. Em cada município, dois participantes e moradores da região serão convidados a compor o elenco.
Confira a programação do projeto PASSO, da Compassos Cia. de Dança:

1ª etapa

Lajedo – 1 a 3 de abril
Jurema – 4 de abril
Calçado – 5 e 6 de abril

2ª etapa

Arcoverde – 30 de abril a 3 de maio
Buíque – 4 a 6 de maio
Mimoso – 7 de maio

3ª etapa

Sítio Minadouro/Ingazeira – 9 a 11 de maio
Tuparetama – 12 e 13 de maio

4ª etapa

Recife – 26 a 28 de maio

5ª etapa

Surubim – 26 e 27 de maio
Limoeiro – 31 de maio a 1º de junho
Frei Miguelino – 2 a 4 de junho
Ficha técnica:

Performers

Iagor João Barbosa Peres
Patricia Costa Pinto Barros
José Raimundo da Silva Neto
Sandra Elizabete de Lima Rino

Assessoria e Comunicação

Letícia Malaquias Mendes Barbosa

Comunicação Visual

Iara Sales Agra

Produção

Raimundo Branco e Patricia Costa

Incentivo

Governo de Pernambuco – Funcultura