Reprodução
A poesia de Belchior vai decorar a cidade durante o festival
O homenageado desta edição será o cantor cearense Belchior, falecido no último mês de abril. A escolha se deu pela poética que traduz nossos anseios contemporâneos e a esperança que muitos brasileiros precisam vivenciar no Brasil de hoje. A poesia de Belchior vai estampar a decoração da cidade, durante o evento.
Reprodução
Um concerto em homenagem a Belchior vai marcar a abertura oficial do FIG que, pelo segundo ano consecutivo, acontecerá na Catedral de Santo Antônio. A partir do dia 21/7, a programação tomará os demais palcos e espaços do festival, nos moldes da edição anterior.
Outros dois espaços do FIG também prestarão homenagens a artistas nordestinos. A Praça da Palavra vai lembrar o centenário de Hermilo Borba Filho; e o Palco de Cultura Popular, a partir deste ano, passa a se chamar Palco da Cultura Popular Ariano Suassuna, marcando o 90º aniversário do escritor.
O escritor e teatrólogo pernambucano Hermilo Borba Filho será lembrado na Praça da Palavra